Última etapa do Amazonense será no próximo final de semana

25/09/2012 13:24

Após retorno à cidade,  Amanda Marques, a “Raquetinha”,  é um dos destaques de competição no fim de semanaApós dois anos sem defender o Estado do Amazonas, por conta de sua mudança para São Paulo, Amanda Marques, a “Raquetinha”, retornou ao circuito estadual há seis meses e no próximo final de semana terá a chance de reviver os bons tempos do esporte local, com a disputa da última e decisiva etapa do Campeonato Amazonense de Tênis de Mesa. O evento ocorre sábado e domingo, a partir das 9h na Vila Olímpica de Manaus (avenida Pedro Teixeira, 400, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste).

Com a sabedoria dos grandes atletas, Amanda, entretanto, sabe que o caminho para abocanhar a oitava etapa está bem estreito, devido estar concorrendo com duas feras da modalidade: Amanda Lavareda e Suellen Ramos, que ocupam a primeira e segunda posição respectivamente no Amazonense.

--- Estou em terceiro lugar. Mas, vou me esforçar para ficar em primeiro nesta última prova e fechar com chave de ouro. Será uma felicidade imensa poder retornar às competições em grande estilo --- considerou Raquetinha, que não briga mais pelo título devido ter faltado duas etapas. Sendo assim, a briga direta pelo troféu está fechada entre Lavareda e Ramos, com uma diferença de 300 pontos.

--- Essa última etapa vale 1.300 pontos. Por isso, em todas as oito categorias, a competição está bem acirrada --- avaliou o técnico e árbitro da Federação de Tênis de Mesa do Amazonas (FTMA), Williams Paixão. De acordo com o professor, no término da competição ainda será divulgado os mesatenistas escalados para ir ao Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa, que ocorre de 30 de outubro a 4 de novembro, em São Paulo.

--- Vamos formar oito seleções para ir ao Brasileiro, com dois atletas cada. Tanto os vencedores do estadual, quando os primeiros do ranking serão selecionados e ganharão passagens aéreas para ir ao evento nacional e representar muito bem o Amazonas --- afirmou Paixão.

Amanda Marques – mesatenista amazonense

1 - Como é retornar depois de dois anos e participar da decisão do Amazonense?
Já estou bem feliz em participar, mas vou ficar ainda mais se eu conquistar esta etapa. Para mim, pelo menos, terá um sabor especial e será gratificante.

2 -Você ficou dois anos em São Paulo disputando e treinando. Sendo assim, pode fazer uma comparação do nível técnico das atletas amazonenses e das de fora?
As meninas daqui não estão devendo nada para as de fora. A Alice e a Suellen, por exemplo, tem um nível técnico alto e estão dando bastante trabalho.

3 - Como vai fazer para tentar bater as duas (Alice e Suellen) na final?
Conheço as duas e vou atacar no ponto fraco delas, sempre explorando o que eu tenho de melhor: saque e variação.