(04-10-2017) 136-2017

04/10/2017 17:29

Dispõe sobre a CONVOCAÇÃO de atletas e DIVULGAÇÃO de vagas recursos próprios para o WORLD JUNIOR TABLE TENNIS CHAMPIONSHIPS 2017

 

A Liderança de Seleções Brasileiras, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, de acordo com o disposto no Estatuto desta Entidade, Art. 4º, alínea “c”, validado pela Gerência Geral de Operações, CONVOCA a atleta que irá compor a delegação via recursos CBTM e DIVULGA as vagas para atletas recursos próprios para o WORLD JUNIOR TABLE TENNIS CHAMPIONSHIPS 2017 (Mundial Juvenil de Tênis de Mesa 2017) que será realizado em RIVA DEL GARDA, Itália, de 26 de novembro a 03 de dezembro de 2017.

 

Delegação Brasileira – CBTM:

Atletas:

Bruna Takahashi - SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP – Pódio no torneio individual do Campeonato Pan-americano Juvenil 2017

Carlos Ishida - ESPERANCA/ITAIM KEIKO/KENZEN/AOVC/SJC-SP - Pódio no torneio individual do Campeonato Pan-americano Juvenil 2017

 

Vagas Recursos Próprios:

03 atletas masculino

03 atletas feminino

Caso hajam mais candidatos do que vagas serão seguidos os critérios previstos no Regulamento de Seleções:

1-    Participação no Pan-Americano Juvenil– 2016;

2-    Melhor Ranking Mundial da categoria Juvenil, em vigor na data do prazo final para envio da intenção de participação;

3-    Ranking Nacional da Categoria Juvenil, em vigor na data final, para envio da intenção de participação;

4-    Rating Nacional, em vigor na data final, para envio da intenção de participação.

Prazo para envio de e-mail com intenção de participação: 13/10/2017 para silmara@cbtm.org.br,  paula@cbtm.org.br, com cópia a lincon@cbtm.org.br.

Todos os atletas, bem como, técnicos deverão, durante a competição, estar uniformizados, para tanto, a CBTM disponibiliza, via empréstimo, o uniforme completo marca TIBHAR (kit: agasalho, shorts e blusas). Os atletas que se candidatarem e não possuírem o material necessário informar tamanho de vestuário.

Caso haja peças não enviadas, por ventura, por falta de enxoval completo, as complementares, usadas pelos atletas e técnicos que não forem da marca Tibhar deverão ser lisas, ou seja, sem exibição de nenhuma outra marca, menos ainda, de concorrente. Tal regra vale, inclusive, para toalhas.

 

Este dispositivo passa a vigorar a partir de sua publicação.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paraolímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.