(18-05-2018) 051-2018

18/05/2018 10:41

 Dispõe sobre formas de qualificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020

A Liderança de Seleções Paralímpicas, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa – CBTM, de acordo com o disposto no Art. 4º, alínea "c", após validação da Gerência Geral de Operações, informa sobre as formas de qualificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 (Tóquio-2020), de acordo com regulamento do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF).

  1. Serão 17 disputas de medalhas no masculino: individual classes 1 a 11, equipes classes 1-2, 3, 4-5, 6-7, 8, 9-10.
  2. Serão 14 disputas de medalhas no feminino: individual classes 1-2, 3 a 11, equipes classes 1-3, 4-5, 6-8, 9-10.
  3. Um total de 280 atletas de todos os países disputarão a competição, sendo 174 no masculino, e 104 no feminino.
  4. Só serão permitidos até três atletas por classe e gênero por país.
  5. Toda vaga conquistada é do atleta, e não do país.
  6. Para que um atleta esteja apto a competir em Tóquio-2020, ele deve cumprir com três requisitos mínimos:
    1. Ter participado, no período de 01/01/2019 a 31/03/2020, dos Jogos Parapanamericanos de Lima 2019 (Parapan-2019) ou UM evento fator 40 fora das Américas, e mais dois torneios internacionais. Ou seja, precisa ter participado de pelo menos três eventos internacionais no período indicado;
    2. Estar presente no ranking internacional que se encerra em 31 de março de 2020;
    3. Ter um cartão de classificação funcional internacional com o status de “Confirmado”.
  7. As formas de classificação para Tóquio-2020 serão:
    1. Ser medalhista de ouro no individual do Parapan-2019. Caso tenha combinação de classes no individual no Parapan-2019, o atleta das Américas de melhor ranking em 31/03/2020 de classe distinta do medalhista de ouro terá a vaga. Isso garante que cada continente tenha pelo menos um representante em cada classe. Exemplo: caso tenha junção de classe 4 e 5 masculina no individual no Parapan-2019, e um atleta classe 05 seja o medalhista de ouro, o melhor atleta das Américas na classe 4 masculina em 31/03/2020 terá vaga em Tóquio 2020.
    2. Classificar-se pela posição no ranking mundial em 31/03/2020.
    3. Conquistar vaga em seletiva mundial, na qual somente os não medalhistas de ouro em evento individual continental participarão. Será uma vaga para cada classe, de cada gênero.
    4. Convite da ITTF.
    5. Convite da ITTF com função específica de formação de equipes femininas.
  8. A quantidade de vagas varia de acordo com a classe e gênero, sendo a tabela abaixo uma referência:
 

Classe

Campeão continental ou melhor da classe no continente

Seletiva Mundial

Ranking

Convite IPTTC

Total de vagas por classe

Masculino

1

5

1

4

2

12

2

5

1

8

4

18

3

5

1

10

5

21

4

5

1

8

4

18

5

5

1

4

2

12

6

5

1

7

3

16

7

5

1

7

3

16

8

5

1

10

5

21

9

5

1

5

3

14

10

5

1

5

3

14

11

5

1

4

2

12

Feminino

1-2

5

1

5

1

12

3

5

1

6

3

15

4

5

1

6

3

15

5

5

1

2

1

9

6

5

1

2

1

9

7

5

1

2

1

9

8

5

1

1

1

8

9

5

1

1

1

8

10

5

1

2

1

9

11

5

1

1

1

8

Equipes

 

 

 

4

 

 

Esta nota oficial funciona como um informativo, sendo o regulamento oficial disponível no site do IPTTC:

http://ipttc.org/communication/2018/2020%20Tokyo_TCS.pdf e http://ipttc.org/communication/2018/2020%20Tokyo_Qualification%20guide.pdf .

Este dispositivo passa a vigorar na data de sua publicação.