Amapá faz proposta e deve receber Seleção Francesa para aclimatação em 2016

09/05/2013 13:55

A Delegação do Amapá foi um dos destaques do Campeonato Guiana-Antilhas, que aconteceu na Martinica entre os dias 28 e 31 de março. O evento foi marcado pelo alto nível técnico dos atletas e se traduziu em uma palavra para os amapaenses: superação!

Em 2011, quando participaram pela primeira vez deste evento, os amapaenses sentiram o poderio dos mesatenistas deste eixo e já sabiam que partidas duríssimas os aguardavam e que a torcida local sempre extremamente participativa, acirraria ainda mais os confrontos.

Apesar do cansaço da viagem, os brasileiros comandados pelo técnico Cubano Pavel Oxamendi, se superaram e demonstraram um perfeito espírito de equipe, com desempenhos que mereceram elogios não só da imprensa local, como também de representantes da Federação Francesa de Tênis de Mesa.

A nova geração do Amapá dominou a categoria Júnior, com os atletas Djalma Del Castillo Júnior (16 anos) e Felipe Monteiro (12 anos) conquistando ouro por equipes superando Guadalupe, por 3 a 2.

Os dois também fizeram a final individual da categoria, com Djalma superando seu parceiro de equipe por 3 a 2, mas o destaque foi o pequeno Felipe Monteiro, que superou na semifinal o atleta de Guadalupe considerado o mais forte do evento. Felipe perdia por 2 a 0 e, em uma virada fantástica, fechou a partida em 3 a 2.

Na competição de duplas masculinas, Raí Barros e Djalma Júnior ficaram com prata após perderem para a forte dupla da Guiana Francesa. O desempenho do Amapá chamou a atenção do Presidente da Federação Francesa, Christhian Palierne, que permitiu a presença do Oficial do Amapá, Alan Cardoso, em reunião antes restrita as delegações do eixo Guiana-Antilhas, onde vários acordos de cooperação e projetos ousados foram lançados.

--- Nunca imaginei que um dia o Tênis de Mesa do Amapá pudesse participar de uma mesa de discussões comandada pelo presidente de uma das federações mais fortes e organizadas do mundo. Por mais de 30 minutos pude expor nossas intenções de continuidade deste intercâmbio, como também de poder realizar esta competição em solo amapaense em 2014 e obviamente poder estabelecer intercâmbios com atletas e técnicos franceses --- afirmou o dirigente.

Segundo Alan, foi feita uma proposta ousada ao Presidente da FFTT, de receber a Seleção Francesa para aclimatar no Amapá para as olimpíadas de 2016, Durante o encontro foi apresentado o projeto de construção de um centro de treinamento em parceria com UNIFAP, e a possibilidade não foi descartada pelo presidente Palierne.

--- Um termo de cooperação entre o Amapá e a Guiana Francesa está sendo finalizado e irá oficializar todos os temas abordados nessa reunião. A delegação do Amapá se despediu da Martinica certa de que o investimento em intercâmbios com o eixo Guiana-Antilhas, iniciado em 2010, foi a grande virada do mesatenismo amapaense, que a partir de então poderá de fato vislumbrar uma evolução técnica com a colaboração de uma das maiores federações do mundo --- completou Alan.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.