Atleta nº 1 do Rio de Janeiro observa alunos nos Jogos Estudantis

08/11/2012 18:13

O projeto Sacando para o Futuro é considerado um dos mais importantes da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa e já beneficia alunos de várias idades de 30 escolas do município do Rio de Janeiro. O objetivo estimular a prática esportiva e, quem sabe, revelar talentos.

Representantes de quatorze dessas escolas estão disputando os Jogos Estudantis, evento promovido pela Prefeitura com o apoio da Federação de Tênis de Mesa do Rio, que acontece no Sesc de São João de Meriti.

O Coordenador do projeto, Omar Barbosa, atualmente comanda uma equipe formada por 37 pessoas. O também atleta Renê Silva, que joga no Fluminense, é o Coordenador Assistente e outros cinco supervisores ajudam os 30 professores que cuidam das crianças.

Os professores são formados em Educação Física e fizeram o curso Nível 1 da ITTF promovido pelo especialista Nelson Machado, mas como muitos antes apenas incentivavam a prática do ping-pong na hora do recreio, é preciso alguém que entenda do assunto para dar um suporte.

Entre os supervisores estão Jaqueline Santos, que atua nos eventos da CBTM como árbitra, Midori Hayama e Bruno Vital, atleta nº 1 do Ranking do Rio de Janeiro, que atualmente defende a ADM-Petrópolis.

--- Cada um dos supervisores é responsável por cinco escolas. Estamos em contado diário com as crianças e os técnicos para ajudá-los --- explicou Bruno.