Atuação contra sul-coreanas rende elogios do técnico às brasileiras

01/05/2018 18:43

Hugo Hoyama destaca bons momentos do time contra as fortes asiáticas e promete Seleção encarando cada jogo como uma final

Crédito da Foto: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 1º de maio de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM

O time feminino do Brasil encerrou nesta terça-feira, dia 1º, sua participação na primeira fase do Mundial por Equipes, em Halmstad, na Suécia. A equipe foi derrotada pela forte seleção da Coreia do Sul por 3 a 0 e terminou na lanterna do Grupo D.

Apesar dos resultados obtidos até aqui, este último confronto rendeu elogios às meninas pela postura apresentada diante de rivais qualificadas e reforçou a esperança de bons resultados na próxima fase.

"Nossa primeira fase foi de altos e baixos, mas o jeito que jogaram contra a o Coreia do Sul me animou. Foram três bons jogos, com atitude. Bom terminar a fase assim. Disse a todas que elas têm capacidade de jogar neste nível, sem medo, tornando real a chance de bons resultados daqui em diante", disse o técnico Hugo Hoyama, que destacou o espírito decisivo que, aposta, dotará a equipe daqui em diante.

"Desde o começo, a gente sabia que o grupo era forte e que poderíamos ganhar um, dois ou até mesmo nenhum jogo, o que aconteceu. Mas elas não terem ficado abaladas com isso e terminarem jogando como fizeram hoje foi um ponto positivo. Para nós, agora é um outro campeonato. Cada jogo será uma final visando um grande objetivo", enfatizou

A partir de agora, as partidas serão eliminatórias e o Brasil disputará, com os demais países que não avançaram em seus grupos, as colocações entre o 13º e o 24º lugar. Sexto de seu grupo, o Brasil jogará contra um dos países que terminou em quinto lugar dos outros grupos, ou seja, Belarus, Estados Unidos ou Polônia.

Os jogos

A despedida da primeira fase, logo com a equipe líder do Grupo D, previa dificuldades que se confirmariam durante as partidas. Mesmo assim, Lin Gui, Bruna Takahashi e Jéssica Yamada tiveram bons momentos em seus jogos, todos vencidos pelas sul-coreanas pelo mesmo placar: 3 a 1.

Lin Gui abriu a disputa contra Jeon Jihee e mostrou poder de recuperação. Começou mal o primeiro set, gerou dificuldades à rival no segundo e foi impecável no terceiro, vencendo com autoridade por inapeláveis 11 a 2. A adversária, porém, mostrou força na quarta parcial e finalizou o jogo com 11 a 4.

O segundo jogo teve Bruna Takahashi contra Suh Hyowon. A brasileira, que tentava seu terceiro triunfo individual na competição, venceu o segundo set e vendeu caro a derrota na terceira parcial, mas, tal como Lin, não fez um bom quarto set, perdendo por 11 a 3.

Jéssica Yamada começou bem o duelo contra Yang Haeun, vencendo o primeiro set por 12 a 10, mas foi perdendo rendimento na partida gradativamente e cedeu o triunfo na quarta parcial, com 11 a 2 para a adversária.

BRASIL 0 x 3 COREIA DO SUL

Gui Lin 1 x 3 Jeoh Jihee (3/11, 9/11, 11/2 e 4/11)

Bruna Takahashi 1 x 3 Suh Hyowon (7/11, 11/9, 9/11 e 3/11)

Jéssica Yamada 1 x 3 Yang Haeun (12/10, 8/11, 5/11 e 2/11)


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa