Atual nº 2 do Ranking na categoria Absoluto A sonha defender clube europeu

31/07/2013 11:21

Um dos destaques da equipe da cidade de Piracicaba nos Jogos Regionais, Priscila Dias vem chamando a atenção a cada competição que participa e segue em busca de seus objetivos. A meta dela é terminar 2013 entre as três melhores do Ranking Nacional na categoria Absoluto A, a mais importante de todas.

Embora esteja feliz com a fase atual, a atleta sonha ir mais longe ainda. Sempre pensando em evoluir, Priscila gostaria de participar um dia de uma Liga europeia, defendendo um clube forte ao longo de uma temporada.

--- Aqui no Brasil não temos isso. É um sonho que eu tenho --- afirmou a jovem, que conquistou o título do Rating A feminino na etapa de Manaus do Circuito Copa Brasil, superando na final Amanda Silva Marques.

O excelente desempenho e a regularidade de Priscila, que é natural de Santos e participou de todas as competições promovidas pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa esse ano, a colocaram na segunda posição do Ranking Nacional, atrás apenas de Lívia Gomez.

Em Brasília, Priscila ficou com a prata no Absoluto A. Em Maceio e Maringá levou o bronze e em Santos saiu nas quartas de final. A jovem determinada subiu ao lugar mais alto do pódio em Manaus e tem tudo para repetir o feito na última etapa, em Vitória.

--- Fiquei feliz com o resultado. É fruto de muito trabalho e dedicação aos treinos. Minha meta para esse ano é terminar entre as três primeiras colocadas para do Ranking Nacional para poder reivindicar a Bolsa Atleta, que é um importante incentivo para quem sonha em ser um atleta de alto nível --- explicou.

Priscila começou a jogar por diversão, na escola, quando tinha apenas nove anos de idade. A menina chamou a atenção de todos e em pouco tempo foi convidada para treinar no Estrela de Ouro/Santos, um dos clubes mais tradicionais do país.

A próxima etapa da Copa Brasil será em Vitória, no Espírito Santo, entre os dias 22 e 25 de agosto. A CBTM conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Bolsa atleta - Atletas de alto rendimento que não possuem patrocínio e condições para se dedicarem exclusivamente ao esporte são o alvo do Programa Bolsa-Atleta. Através dele, o governo repassa uma contribuição mensal, que varia de acordo com os resultados obtidos pelo atleta. Os valores repassados são de R$ 300 para o nível estudantil, R$ 750 para o nacional, R$ 1,5 mil para o internacional e R$ 2,5 mil para categoria olímpica e paraolímpica.