Brasil termina o dia em segundo lugar no grupo B do Mundial por Equipes

30/04/2018 18:17

 

Com apenas uma derrota, para os chineses, equipe masculina segue em condições favoráveis para avançar às oitavas.

Crédito da Foto: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 30 de abril de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM

Após vencer Portugal, uma das melhores equipes do mundo (3 a 0, na manhã desta segunda-feira, 30), já se sabia que enfrentar a China, melhor seleção do mundo, seria uma parada difícil. O revés por 3 a 0, porém, não altera o planejamento da equipe e nem as ótimas possibilidades que o Brasil tem de avançar para as oitavas de final em ótima situação no Grupo B do Mundial por Equipes de Tênis de Mesa.

Após três rodadas, o Brasil segue como segundo colocado, atrás apenas dos chineses. Se vencer a Coreia do Norte (nesta terça, às 8h, horário de Brasília) e a Rússia (quarta-feira, às 5h), confirmará a passagem para as oitavas de final nessa posição, com a possibilidade de enfrentar adversários mais palatáveis, evitando talvez o duelo contra algum gigante asiático nesta fase.

“Foi um dia muito positivo para nós. Vencemos Portugal, que é uma das maiores forças do mundo. Nós três (Eric Jouti, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano) jogamos muito bem ao mesmo tempo, o que foi crucial para conquistar essa vitória. Perdemos para a China, que ainda tem um nível superior ao nosso. Temos mais dois jogos ainda no grupo. Se a gente conseguir jogar como temos feito até agora, temos grandes chances de conseguir mais duas vitórias”, disse Gustavo Tsuboi, um dos destaques do dia brasileiro.

Os jogos
O duelo inicial já mostrava o quão duro era o confronto. De cara, Gustavo Tsuboi encarou o líder do ranking mundial, absoluto na atual temporada, Fan Zhendong.

O primeiro set esteve muito perto de ser do brasileiro, que caminhou em vantagem na grande maioria do tempo. Teve, inclusive, 10 a 8 a favor, mas sofreu a virada e foi batido por 13 a 11. 

No segundo set, o chinês novamente foi forçado por Tsuboi no placar. Zhendong perdia por 8 a 6 quando emendou cinco pontos seguidos para fechar o set. Já no terceiro, o brasileiro não conseguiu oferecer resistência e foi derrotado com facilidade: 11 a 1.

Na sequência, Hugo Calderano encarou Ma Long, atual sexto do ranking mundial e ex-número 1. Em jogo marcado pela agressividade dos dois mesa-tenistas, o chinês levou a melhor.

Depois de dois sets no qual Long teve vantagem do início ao fechamento, Hugo deu trabalho na terceira parcial, na qual chegou a ter quatro pontos de vantagem. Porém, com 9 a 7 no placar, cedeu a virada ao adversário e, consequentemente, a vitória na partida (8/11, 5/11 e 9/11).

Na partida final do confronto, Eric Jouti (98º) encarou outro nome importante da modalidade, Xu Xin, hoje quarto do mundo e também ex-líder do ranking mundial. O volume de jogo impressionante do chinês provocou uma vitória fácil no jogo e a confirmação do triunfo do time rival (1/11, 5/11 e 1/11).

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa