Brasil vence a forte seleção portuguesa e briga pelas primeiras colocações do grupo

30/04/2018 10:21

 

Próximo desafio será contra os chineses, na tarde desta segunda-feira

FOTO: Gustavo Tsuboi foi o grande destaque da manhã, derrotando o número 15 do mundo. Crédito da Foto: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 30 de abril de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM
  

Vencer a ótima seleção portuguesa era algo fundamental para que o Brasil confirmasse que ir à segunda fase do Mundial por Equipes era uma meta real. A missão foi cumprida com louvor: um triunfo por 3 a 0, na manhã desta segunda-feira (30/4), em Halmstad, na Suécia, com grandes atuações dos atletas treinados por Francisco Arado, o Paco.
 
Portugal é a segunda equipe mais bem ranqueada do grupo B (8ª do mundo), na frente do Brasil (10º lugar). Com o segundo triunfo em duas rodadas, os brasileiros devem brigar pelas primeiras colocações do grupo.
 
Mais tarde, às 14h (de Brasília), haverá uma pedreira no caminho: os mega favoritos para a liderança do grupo e o título mundial, os chineses.
 
Gustavo Tsuboi 3 x 2 Marcos Freitas (11/9, 7/11, 9/11, 11/6 e 11/8) 
A manhã começou com um triunfo espetacular de Gustavo Tsuboi contra Marcos Freitas, um top-20 mundial (15º do ranking), em um jogo cheio de viradas. No primeiro set, o brasileiro foi atrás até o oitavo ponto e deu o bote no fim para sair na frente (11/9). Na segunda parcial, abriu 7 a 3, mas sofreu virada acachapante: 11 a 7. 
 
Depois de perder o terceiro set e ter a obrigação de vencer até o fim, Gustavo foi brilhante. Abriu 8 a 4 no quarto set aproveitando os erros não forçados do português e não cedeu espaço, fazendo 11 a 6. Na parcial final, abriu 5 a 2 e tomou a virada em 6 a 5. Mesmo assim, manteve os nervos no lugar. Chegou ao 8 a 8, trocou bolas até provocar as falhas de Marcos e conseguiu uma vitória mais do que marcante.
 
Hugo Calderano 3 x 1 João Monteiro (11/5, 4/11, 11/5 e 11/7)
Como aconteceu contra os tchecos, o brasileiro entrou num ritmo alucinante contra o português e fechou com facilidade o primeiro set (11/5).
 
No segundo, porém, João abriu incríveis 8 a 1 sobre Hugo e impôs ao brasileiro seu primeiro set perdido no evento até aqui com um 11 a 4. O português manteve a energia até o meio da terceira parcial. Hugo disparou depois do terceiro ponto e fez 11 a 5 novamente.
 
O quarto set acabou como o mais equilibrado. Com bons ralis, Hugo só desenrolou a vitória depois do empate em sete pontos. Dali em diante, domou o rival e fechou em 11 a 7, fazendo 2 a 0 para o Brasil.
 
Eric Jouti 3 x 2 Tiago Apolonia (8/11, 11/5, 11/6, 5/11 e 11/9)
O português, 36º do mundo, foi amplamente superior no set inicial. Abriu 6 a 1 e controlou o jogo até fechar em 11 a 8.
 
Eric não se intimidou contra o rival melhor ranqueado e devolveu o domínio imposto por Tiago no set anterior. Mostrou suas qualidades e venceu com autoridade (11/5), o que se repetiu na parcial seguinte, na qual dominou as ações desde o início e praticamente repetiu o placar (11/6). Pressionado, o português foi para o ataque e buscou o empate, vencendo por 11 a 5 o quarto set.
 
Chegou o tie-break e Eric entrou aceso, com 4 a 1 de vantagem. Quando Apolonia chegou a três, o Brasil pediu tempo. Boa escolha: depois disso, Eric não cedeu espaço e liderou até o final, vencendo por 11 a 9.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa