Bruna Alexandre supera turca Umran Ertis e garante o título na Classe 10

23/05/2013 16:27

A brasileira Bruna Alexandre conquistou nessa quinta-feira a medalha de ouro na Classe 10 do Aberto da Eslováquia Fator 40 Paralímpico, etapa do Circuito Mundial promovida pela Federação Internacional de Tênis de Mesa na cidade de Bratislava.

A atleta de Criciúma, que atualmente treina em São Caetano do Sul, derrotou na final a turca Umran Ertis, em um duelo emocionante que foi decidido nos detalhes, por 3 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0.

Na decisão, Umran Ertis venceu os dois primeiros sets por 12-10 e tudo levava a crer que fecharia a partida, mas Bruna mostrou personalidade e conseguiu uma virada sensacional, com muita garra e vibração, levando os três sets por 11-4, 11-6, 11-4.

--- Ela estava desconcentrada nos dois primeiros sets, mas depois conseguiu se encontrar e virar o jogo para garantir o ouro. Vale destacar o papel fundamental do técnico Paulo Camargo nessa partida ---- explicou José Ricardo Rizzone, Coordenador Técnico da Seleção.

Bruna se classificou em primeiro lugar na fase de grupos com duas vitórias sobre a turca Hilal Turkkan, por 3 a 0 (11-3, 11-7, 11-3) e a russa Marina Solovyeva, pelo mesmo placar (11-7, 11-8, 11-6). Depois, entrou direto na semifinal e venceu a também turca Ebru Can, por 3 a 0 (11-7, 11-7, 11-5).

--- Que sufoco! Estava perdendo de 2 a 0 para turca, que é a sétima do mundo, mas consegui virar o jogo. Obrigado a todos que torceram e torcem por mim! Estou sem palavras, muito feliz! Dedico essa vitoria a minha família, que esta em Criciúma, e a todos os meus amigos --- comemorou.

Bruna participou recentemente do Campeonato Sul-Americano infantil e juvenil, que aconteceu em Rosário, na Argentina, onde conquistou a medalha de bronze no Torneio Individual e mais duas de ouro nas Duplas, com Karina Hayama, e Duplas Mistas, com Vitor Ishiy.

O sucesso que vem conseguindo nas competições aumentam as esperanças da atleta em realizar o sonho de lutar pelas vagas nas duas Seleções em 2016. O objetivo dela é disputar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.