Calderano faz jogo equilibrado, mas é eliminado na Alemanha

23/03/2018 18:48
Brasileiro, abaixo de sua melhor condição física, é superado por sueco na estreia
 
FOTO DE ARQUIVO: Calderano não segue no Aberto da Alemanha. Crédito: ITTF.
 
Rio de Janeiro (RJ), 23 de março de 2018.
Por: Assessoria de Comunicação - CBTM
 
O brasileiro Hugo Calderano foi eliminado do Aberto da Alemanha, torneio Platinum (nível máximo) do Circuito Mundial de Tênis de Mesa. Nesta sexta-feira (23/3), em jogo disputadíssimo, ele acabou superado pelo sueco Mattias Karlsson, número 31 do mundo, por 4 sets a 2, parciais de 13/11, 9/11, 11/8, 10/12, 11/6 e 12/10.
 
O sueco enfrentará nas oitavas de final o japonês Koki Niwa, que bateu o compatriota Jin Ueda por 4 sets a 2 (11/8, 11/6, 5/11, 11/5, 8/11 e 11/6).
 
O brasileiro agora volta suas atenções para a Bundesliga, na qual seu clube, o Ochsenhausen, joga a última rodada nesta quinta-feira.
 
O jogo
 
O primeiro set começou complicado para o brasileiro, que só conseguiu abrir vantagem na segunda metade da parcial. Depois de alguns rallies e erros dos dois lados, Hugo parecia tomar o controle do jogo quando fez 10 a 6, mas Karlsson não se rendeu. Salvou quatro game points e empatou a partida. Depois, contou com erros não forçados de Hugo para fechar em 13 a 11.
 
Calderano voltou totalmente focado na reação. Abriu 4 a 0, mas viu novamente um rival persistente, que não deixava que o placar se dilatasse. O carioca fez 10 a 8 e viu o sueco salvar o primeiro game point, mas não deixou que houvesse novo empate, finalizando a parcial em 11 a 9.
 
O terceiro set foi parelho até a primeira metade. Depois disso, Karlsson fez quatro pontos seguidos, abriu 10 a 6 e fechou o game em 11 a 8.
 
O set seguinte teve nova reação do sueco, mas mostrou toda a fibra de Hugo. Ele chegou a estar perdendo por 10 a 8, mas salvou dois game points e construiu a virada em pontos obtidos através de trocas de bola emocionantes: 12 a 10
 
Mattias Karlsson veio disposto a dar o troco na quinta parcial, a qual dominou do início ao fim, fechando em 11 a 6. Pressionado, Hugo chegou ao sexto set sabendo que não poderia dar oportunidades ao rival. A partida continou parelha. Calderano fez 9 a 7, mas Karlsson virou em 10. O brasileiro salvou o match point, que voltaria a acontecer em 11 a 10. Em mais um belíssimo rally, ponto para o sueco, que fechou o jogo em 4 a 2.
 
Físico abaixo
 
O técnico de Hugo, Jean-René Mounie, analisou a partida.
 
“Infelizmente, esse dia acaba com uma derrota. Temos que dizer que o Mattias Karlsson jogou muito bem e conseguiu virar várias vezes o jogo, que foi muito disputado. Acho que faltou um pouco de energia ao Hugo, ele não teve o melhor nível físico dele. O sistema de jogo do Karlssson atrapalhou ele, que teve problemas para achar o ritmo certo da partida. Aos poucos ele melhorou, mas no final não foi suficiente”, explicou, antes de falar dos aspectos positivos da partida.
 
“Gostei da atitude do Hugo. Nunca desistiu e conseguiu crescer seu nível no final da partida. Para concluir, a atuação dos dois jogadores mostra o alto nível do torneio já na fase de 1/32. O tênis de mesa tem uma concorrência incrível e isso vai permitir que o Hugo continue a evoluir”, finalizou.
 
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

Juliana Cumplido (estagiária) - juliana@fatoeacao.com


imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 
 
 
Siga a CBTM nas redes sociais:

 Facebook  Twitter  Instagram