Calderano vence, se torna o melhor brasileiro na história dos Mundiais e vai enfrentar campeão olímpico e mundial

24/04/2019 13:49

Brasileiro fará duelo contra Ma Long nesta quinta-feira. Esta é a melhor participação do brasileiro, que se igualou a Biriba e Cláudio Kano

FOTO: Hugo Calderano está nas oitavas de final. Crédito: Abelardo Mendes Júnior/Rede do Esporte.

 

Budapeste (HUN), 24 de abril de 2019.

NELSON AYRES

O dia 24 de abril foi mais um que o brasileiro Hugo Calderano escreveu uma bela página na história do tênis de mesa nacional. Nesta quarta-feira, ele derrotou o indiano Sathiyan Gnanasekaran, por 4 a 0 (11/6, 11/3, 11/9 e 11/9), no Expohung, em Budapeste, na Hungria, conquistando pela primeira vez a classificação para a fase de oitavas de final do Campeonato Mundial de Tênis de Mesa. Mais do que isso, é a melhor participação de um brasileiro em Mundiais. E terá um grande duelo na próxima fase: enfrentará o campeão mundial e olímpico Ma Long, da China, nesta quinta-feira, às 7h (de Brasília).

Hugo Calderano chega nas oitavas de final, assim como fizeram duas lendas do tênis de mesa brasileiro: Ubiraci Rodrigues da Costa, o Biriba, e Cláudio Kano. Biriba chegou nas oitavas no Mundial de 1961, em Pequim, na China. Kano alcançou a mesma fase no torneio em Nova Déli, na Índia, em 1987. Foram as melhores participações brasileiras até então.

Calderano iniciou a partida desta quarta-feira de forma arrasadora. Agressivo e forçando o erro do adversário, chegou a abrir 7 a 1 no placar, fechando o primeiro set em 11 a 6. O panorama se modificou pouco na segunda parcial, com Calderano buscando a definição e Gnanasekaran ainda errando muito.

No terceiro set, Gnanasekaran reagiu e começou a dificultar o jogo do brasileiro. No final da parcial, Calderano voltou ser letal em seus golpes e fechou mais uma vez, em 11 a 9. O indiano não desistiu, ainda tentou no quarto set, mas o brasileiro não deu oportunidades ao adversário.

“Eu vim crescendo no campeonato, isso é muito importante, principalmente em Campeonatos Mundiais. Me sinto muito bem em chegar nas oitavas de um Mundial, que já é um feito muito grande para o Brasil. Já enfrentei o Ma Long algumas vezes, foi bem difícil, mas acho que já evoluí bastante. Ele tem um jogo muito completo, é bom em tudo. Tenho que jogar muito concentrado, sem pensar que estou enfrentando o Ma Long”, projeta Calderano, sobre o jogo que pode colocá-lo isoladamente no patamar mais alto do tênis de mesa brasileiro em todos os tempos.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa