Caroline vai em busca do ouro em seu último Aberto de Jovens do Brasil

05/09/2013 14:35

A atleta Caroline Kumahara garante que jamais esquecerá o ano de 2012, quando disputou os Jogos Olímpicos de Londres e assumiu o posto de nº 1 das Américas.

No entanto, a temporada 2013 não terminou ainda e também merece ser guardada para sempre na lembrança, afinal está sendo marcada por muitas conquistas.

Em fevereiro, Caroline conseguiu uma evolução significativa no Ranking Mundial, saindo da 193ª para a 171ª posição, a melhor já ocupada por uma brasileira nesse século.

No mês seguinte, obteve uma vitória que foi considerada a mais importante da história no Tênis de Mesa feminino, na Copa do Mundo por equipes, em Guangzhou, na China,

Uma semana depois de ser campeã Latino-americana adulta, em El Salvador, Caroline venceu a nona melhor mesatenista do Ranking Mundial, a japonesa Kasumi Ishikawa, o que a fez subir para a 146ª posição na lista divulgada em junho.

No mesmo mês, a menina conseguiu 100% de aproveitamento no Latino-americano Juvenil, levando as medalhas de ouro nos torneios de equipe, individual, duplas e duplas mistas. O talento é indiscutível, mas é preciso destacar também o apoio que a atleta vem recebendo da CBTM e do Governo Federal para se dedicar exclusivamente ao esporte.

Caroline começou a se destacar cedo no Tênis de Mesa e, aos 12 anos, ainda com idade da categoria mirim, surpreendeu a todos ao conquistar o título do Ranking Paulista no infantil. Desde então, não parou mais e em 2010 representou o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Cingapura.

Com apenas 17 anos, participou dos Jogos Olímpicos de Londres e tem tudo para repetir o feito no Rio de Janeiro, em 2016. A atleta está no Japão treinando com as companheiras Lígia Silva, Lin Gui e Jessica Yamada.

Seu retorno será na próxima segunda-feira, para dois dias depois disputar o Aberto de Jovens do Brasil, que será realizado entre os dias 11 e 15 desse mês, no Rio de Janeiro.

Embora o esporte seja cheio de surpresas e o discurso de humildade e respeito aos adversários seja comum entre os competidores, não é preciso ser especialista para apontar Caroline Kumahara como favorita ao título da competição.

Há pouco mais de um mês ela ficou com a prata no Aberto do Brasil (adulto), em Santos, e tem tudo para brilhar mais uma vez em uma de suas últimas competições como juvenil, pois no próximo ano terá superado a idade limite.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.