Caroline Kumahara vence Bruna Alexandre em duelo histórico na final Juvenil

01/11/2012 18:37

Quem esteve nessa quinta-feira no ginásio do Clube de Campo de Piracicaba, no interior de São Paulo, onde acontecem as disputas do 43º Campeonato Brasileiro até o próximo domingo, teve o privilégio de ver um jogo histórico, o primeiro entre a melhor atleta das Américas e a sexta colocada do Ranking Mundial Paraolímpico na Classe 10.

Caroline Kumahara venceu o duelo com Bruna Alexandre, por 3 a 0, mas fez questão de parabenizar e reconhecer que a adversária jogou de igual para igual e tem chances de ir mais longe ainda, pois mostrou nessa competição que, mesmo sem ter um braço, pode jogar em alto nível e derrotar atletas sem nenhuma deficiência.

--- Não existe diferença alguma, tanto que a Bruna venceu seus jogos e conseguiu se classificar para a final --- explicou Caroline, garantindo que entrou para disputar a decisão com a mesma seriedade de sempre e que em nenhum momento relaxou ou pensou que fosse encontrar qualquer tipo de facilidade.

Apesar da derrota, Bruna saiu da mesa feliz da vida, pois disse que conseguiu atingir seu objetivo, que era lutar pela medalha de ouro. Para se credenciar a isso, teve que superar cinco atletas sem qualquer tipo de deficiência, uma prova de que no Tênis de Mesa não há diferença entre atletas Olímpicos e Paralímpicos.

Bruna nunca escondeu de ninguém que seu sonho é repetir o feito da polonesa Natália Partika, que disputou em Londres as duas competições. Para isso, deixou Criciúma e foi morar em São Caetano para treinar ao lado dos melhores atletas do país, incluindo Caroline Kumahara, que agora passou a ser a adversária a ser superada.

--- Consegui cinco vitórias nessa competição e, como disse, meu objetivo era chegar a final contra a Caroline. Sabia que não seria um jogo fácil, mas vou continuar treinando com a mesma dedicação de sempre para tentar vencê-la e tentar realizar o sonho de disputar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 --- afirmou.

Assim como Bruna, Caroline também está feliz em São Caetano e não pensa em se transferir para a Europa, como Hugo Calderano, que está treinando na França e deve acertar sua transferência para algum clube, ou Jessica Yamada, que já anunciou que disputará a Liga Francesa.

--- Quero ficar em São Caetano, em casa, no melhor lugar do mundo --- garantiu Caroline. 

--- Pelo menos por enquanto --- completou.