Cazuo Matsumoto está pronto para surpreender o mundo novamente

11/02/2013 09:17

Depos da surpreendente conquista do título do Aberto da Espanha, Cazuo Matsumoto ganhou reconhecimento, passou a ser mais respeitado pelos adversários e subiu para a 84ª posição no Ranking Mundial, a melhor ocupada em sua carreira.

O brasileiro passou as duas últimas semanas treinando no Insep, em Paris, com Seleção Francesa e o técnico Jean-René Mounie para a disputa da etapa do Circuito Mundial promovida pela Federação Internacional de Tênis de Mesa que acontecerá no Kwait, a partir da próxima quinta-feira.
 
--- Estou encerrando nessa terça o meu último treino na França, onde fiquei duas semanas. Acho que foi muito bom esse período, pois estive trabalhando junto com o Jean Rene e com a seleção francesa. E me sinto bem preparado para as próximas competições --- garantiu o atleta.
 
Embora reconheça que se trate de uma competição bem mais difícil, por causa da presença dos chineses, que são praticamente imbatíveis, Cazuo garante estar muito bem preparado e pronto para surpreender o mundo novamente.
 
Nessa entrevista, o atual nº 1 das Américas falou sobre o excelente momento pelo qual passa, avaliou as chances dos brasileiros no Aberto do Kuwait e garantiu não ser preciso deixar São Caetano para cotinuar evoluindo.
 
No entanto, Cazuo reconheceu a importância de participar de eventos internacionais com frequência para enfrentar adversários de alto nível e atingir a meta de chegar ao Top 50 até os Jogos Olímpicos de 2016.
 
--- Acho que não somente eu, mas o Thiago e o Gustavo também. Temos grandes chances de chegar ao Top 50 sem dúvidas --- aposta Cazuo.
 
 
 
CBTM - O que mudou na sua vida depois do título no Aberto da Espanha?
 
Cazuo Matsumoto - Difícil de dizer o que mudou, pois estou tendo um torneio atrás do outro e não tive tempo de comemorar ainda. Mas fiquei muito feliz com certeza e acho que essa vitória foi para todos no Brasil, porque a cada jogo eu sentia e via pela internet que todos estavam acompanhando e torcendo por mim. E com certeza minha mãe me deu uma ajuda lá de cima também.
 
CBTM - Acha que isso o tornou mais respeitado pelos adversários?
 
Cazuo Matsumoto - Acho que desde que comecei a jogar os torneios internacionais os estrangeiros sempre entraram 100% comigo, pois como o Hugo Hoyama e o Thiago Monteiro já tiveram grandes vitórias, o Brasil conquistou seu espaço no cenário mundial.
 
 
CBTM - Como se sente sendo o nº 1 das Américas?
 
Cazuo Matsumoto - Fico muito feliz, nunca imaginei que um dia chegaria aqui. Melhorei, mas sempre tive esse sonho.
 
 
CBTM - Você acredita ser possível chegar ao Top 50 até o final da temporada?
 
Cazuo Matsumoto - Acredito que sim, acho que não somente eu, mas o Thiago e o Gustavo. Temos grandes chances de chegar ao top 50 sem dúvidas. A gente precisa continuar treinando firme e disputando os torneios internacionais que tudo é possível.
 
 
CBTM - Até onde acha ser capaz de chegar? Qual é o seu sonho?
 
Cazuo Matsumoto - Ainda não sei aonde posso chegar, hoje acredito ser bem possível chegar no top 50, mas acho que tenho que seguir meta por meta. O meu sonho ainda é disputar uma Olímpiada.
 
 
CBTM - Como está a preparação para o Aberto do Kuwait?
 
Cazuo Matsumoto - Estou encerrando nessa terça o meu último treino na França, onde fiquei duas semanas treinando. Acho que foi muito bom esse período, pois estive trabalhando junto com o Jean Rene e com a seleção francesa. E me sinto bem preparado para as próximas competições.
 
 
CBTM - Quem são os principais favoritos para a conquista dessa competição?
 
Cazuo Matsumoto - Com certeza os chineses.
 
 
CBTM - Quais são as suas chances? É possível sonhar com uma medalha?
 
Cazuo Matsumoto - Medalha não sei, porque é um torneio muito forte, mas acho que consigo jogar de igual para igual com a maioria dos jogadores. Espero poder fazer o meu melhor.
 
CBTM - Qual é a importância de se disputar cada vez mais eventos internacionais?
 
Cazuo Matsumoto - Eu acho bom o fato de poder jogar com diferentes tipos de jogadores e ter sempre uma experiência nova. O que ajuda a evoluir nosso jogo e com certeza a evoluir no Ranking Mundial.
 
 
CBTM - Você acredita ser possível evoluir apenas treinando em São Caetano ou pretende voltar para a Europa?
 
Cazuo Matsumoto - Eu acho que consegui evoluir muito em São caetano, consegui entender muito mais sobre o meu tênis de mesa do que antes sobre o que eu preciso treinar e fazer para melhorar. Na europa acho que volto mais para treinos, como estou agora na frança.
 
 
CBTM - Deixe um recado a todos que estão torcendo por você no Brasil!
 
Cazuo Matsumoto - Gostaria de agradecer a todos pela torcida!! Por acreditarem em mim, pelas menssagens de apoio. Obrigado a minha familia, meu pai Mario, minha irmã Akemi, meu cunhado Alexandre e minha mãe que sempre estiveram presentes em todos os momentos da minha vida e me apoiaram muito principalmente nesse último ano. Obrigado a CBTM pelo apoio e investimento que temos hoje, obrigado a São Caetano do Sul( Paco, Hideo, Kazu e Silvio)pela ajuda e treinos de todos os dias, obrigado a Butterfly do Brasil pelo patrocínio, ao macarrão ALFA, aos meus amigos, alunos e principalmente a Deus.