CBTM trabalha para executar suas ações com mais eficiência

13/07/2012 10:20

Para facilitar o trabalho e o desenvolvimento do esporte, a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa foi dividida em cinco segmentos: Gerência Geral de Finanças e Operações (GEFO), Gerência Geral de Administração e Relações Externas (GARE), Seleções (SEL), Seleções Paralímpicas (SELPAR) e Eventos (EVE).

Os responsáveis por cada setor são denominados Líderes e atualmente ocupam as funções, respectivamente, Danielle Schroeder, Walquíria Lima e San-Thiago, Paula Emerenciano, Victor Lee e Edir Oliveira.

Sempre em busca de inovações que possam facilitar a conclusão de todas as tarefas, a CBTM já trabalha há tempos para a modernização e a regularização do fluxo dos processos.  Depois de identificar as principais ações, a Gerente Walquiria está dando sequência ao planejamento estratégico que já estava implantado, e inclui o desenho dos fluxogramas de processo de cada área, com destaque para os indicadores de desempenho de cada processo.

--- Por causa da necessidade de sempre modernizarmos as ferramentas de gestão, e por recomendação da presidência, estamos em uma nova fase de reestruturação e redefinição dos macroprocessos --- explicou Walquiria.

--- A ideia é otimizar os fluxos, reduzir os número de indicadores e aglutinar os procedimentos, facilitando a visualização e execução eficaz do processo. Isso contribuirá para o aumento na qualidade de execução, redução de erros e minimização dos gargalos --- completou a GARE.

Atualmente os Líderes estão envolvidos em um trabalho conjunto que está sendo acompanhado por Walquiria e Danielle. A fase da redefinição das ações já foi ultrapassada e a próxima etapa é o desenho do fluxograma e a elaboração dos procedimentos.

--- Certamente é um trabalho bastante complexo, pois estamos falando de 600 ações aproximadamente, distribuídas em cinco macroprocessos e 600 procedimentos, mas ao final teremos um fluxo bem mais adequado e eficaz --- garantiu Walquiria.