Chinesa imigra para o Brasil, vira palmeirense e quer ir às Olímpiadas

24/02/2012 12:13

Em um torneio de tênis de mesa dentro de um hospital na China, um casal local se conheceu e em tempos depois se casaram. Da junção nasceu Gui Lin. Aos oitos anos a menina já participava de campeonatos no esporte e faturava medalhas.

Gui Lin, no entanto, teve que se afastar da família para treinar o tênis de mesa.

“A gente sempre saia para passear, viajar e depois que comecei a treinar, acho que nunca mais viajamos juntos”, lamenta a atleta.

Aos 12 anos, Gi Lin veio para o Brasil treinar a pedido do técnico do São Bernardo. Hoje em dia ela come arroz com feijão, gosta de sertanejo e torce para o Palmeiras.

Agora, os planos são de se naturalizar brasileira, disputar os eventos seletivos e participar das próximas olímpiadas.

Clique aqui e veja a entrevista com a atleta!