Copa Brasil Sul-Sudeste reúne mais de 300 atletas em Toledo

27/06/2018 10:51

Dois jogadores da Seleção Brasileira olímpica e diversos craques da Seleção paralímpica são as atrações do torneio 

FOTO: Caroline Kumahara é a grande atração no feminino. Crédito: ULTM.

 

Rio de Janeiro (RJ), 27 de junho de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

Mais uma vez, o tênis de mesa brasileiro vai mostrar a sua força, reunindo atletas de todo o país. Começa nesta quinta-feira (28/6) a Copa Brasil Sul-Sudeste, competição peso 6 no ranking nacional, com a presença de mais de 300 atletas. O torneio se estende até domingo, em Toledo (PR).

A cidade paranaense é uma das mais tradicionais no cenário do tênis de mesa brasileiro, sempre figurando entre os vencedores de etapas regionais e nacionais. Esta será a terceira competição nacional na cidade no período de três anos.

Dois atletas são as principais atrações entre os olímpicos: Caroline Kumahara e Vitor Ishiy (ambos representando o Santamaria/São Caetano/Xiom/Ateme/Cooper). Eles disputaram o último Mundial por Equipes, pela Seleção Brasileira, na Suécia. Apesar de bens jovens, seus momentos na carreira são distintos.

Caroline foi uma das integrantes da Seleção nos Jogos Rio 2016. Ela mostrou sua força recentemente, quando passou da fase de grupos e ficou entre as oito melhores da Copa Pan-Americana, no Paraguai. Vitor vem conquistando espaço recentemente. Fez uma boa temporada internacional, com resultados expressivos, como a classificação entre os oito primeiros no Aberto da Espanha.

“Minha expectativa na Copa Brasil é o título. Mas eu sei que não devo focar nisso, e sim pensar no caminho, que seria jogo a jogo, ponto a ponto, porque não vai ter jogo fácil”, avisa Caroline, que sabe ser a adversária a ser batida na competição.

“Muda bastante, querendo ou não, todo mundo solta o jogo em cima de você. Esse tipo de jogo é muito chato e perigoso, mas faz parte. E por outro lado, isso é ótimo também”, explicou a atleta, que aponta Kátia Kawai, Carina Murashige, Maira Ranzeiro, Marina Michelin e Luciana Morimoto como adversárias bem perigosas.

Entre os paraolímpicos, vários craques: Iranildo Espíndola, Diego Moreira, Danielle Rauen, Jennyfer Parinos, Israel Stroh, Paulo Salmin e Claudio Massad, entre outros. Todos estes estarão representando o Brasil no Mundial Paralímpico, na Eslovênia, em outubro.

Além dos grandes e consagrados ídolos, a Copa Brasil mostra grande diversidade, com atletas representando quase cem clubes de todo o país. Com 22 atletas, o Yara Toledo, jogando em casa, é o clube com maior número de representantes em todas as categorias, seguido do Santamaria/São Caetano/Xiom/Ateme/Cooper, com 19. Os jogadores que mais viajarão serão os das equipes da AABB Natal e da Academia de Tênis de Mesa de Natal. A distância entre a capital potiguar e a cidade paranaense é de 2.892 quilômetros.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa