Curso de formação de classificadores funcionais foi realizado durante o Brasileiro

11/10/2017 11:49

Evento, que aconteceu em Toledo (PR), foi acompanhado por 12 participantes

 

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 10/10/2017

 

Foto: Victor Lee / CBTM

 

Em meio ao Campeonato Brasileiro, que terminou no último final de semana em Toledo (PR), foi realizado um curso para formar classificadores funcionais nacionais, os quais são responsáveis por fazer a avaliação das classes dos atletas paralímpicos. O curso, foi ministrado por Luiz Gustavo Amorim, coordenador de classificação funcional e fisioterapeuta da seleção paralímpica da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), e contou com a participação de 12 alunos.

 

"Contamos com professores de educação física, ex-atletas, treinadores, fisioterapeutas das mais diversas partes do país. Isso é importante, pois dissemina o conhecimento da classificação funcional pelo Brasil. O país é muito grande, e o que a gente precisa é que o classificador esteja próximo das detecção do talento. Muitas vezes, esse talento está em uma associação ou saindo de um centro de reabilitação, pois o paradesporto tem muito dessa questão de inclusão social. Por isso, posso dizer que esse curso foi um marco na classificação funcional do país, principalmente, por nunca termos tido uma mobilização tão grande", ressaltou Luiz Gustavo.

 

As aulas foram ministradas durante dois dias da competição. No primeiro, foi contemplada a parte teórica da classificação funcional e, no segundo, a prática.

 

"Em um primeiro momento, nós discutimos desde do processo do início do sistema de classificação e evolução e quais foram as normativas que foram instituídas depois da Rio 2016. Foi um processo mais administrativo, em que foram tratadas coisas, como a maneira que um classificador deve abordar um atleta e a relação que o classificador tem com o evento paralímpico. E, em segundo momento, nós discutimos as classes", disse o coordenador, que ainda explicou as atividades do segundo dia de curso:

 

"Foi um dia basicamente prático, em que nós fizemos a observação, a reavaliação e reclassificação de mais de 40 atletas, afim de manter os princípios básicos do paradesporto".

 

Confira abaixo a lista com os participantes do curso:

 

 

#
Participantes
CIDADE
UF
1
Alan José Rezende da Silva
Itapoá
SC
2
Andrieli Cordeiro
Três Barras
SC
3
Celso Toshimi Nakashima
Joinville
SC
4
Deois Kiyoshi Kalvelage
Blumenau
SC
5
Edevan Perego
Caçador
SC
6
Edward Yuji Yamaguti
São Paulo
SP
7
Gustavo Marques Zanin
Goiânia
GO
8
José Maria Silva de Souza
Taguatinga
DF
9
Leonor Demário
Guarapuava
PR
10
Ludmila de Souza Lima Rieff
Bauru
SP
11
Paulo Ricardo Molitor
São Paulo
SP
12
Raphael Moreira de Almeida
Santos
SP
 

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br