Danilo Toma ganha o título Absoluto A da Copa Brasil diante de sua torcida

01/04/2018 17:31

No último dia de Copa Brasil, outros quatro campeões foram definidos no Absoluto Masculino

FOTO: Danilo Toma foi o grande vencedor no Absoluto A. Crédito: Christian Martinez/RGB Studios.

 

Concórdia (SC), 1º de abril de 2018.
Por Claudia Mendes e Juliana Cumplido

Desde o início das disputas do ranking, na Copa Brasil Sul-Sudeste, a torcida de Concórdia vinha aguardando uma grande oportunidade para comemorar. No último dia, na disputa do Absoluto A, a principal competição da programação, com sua maior esperança de medalhas, essa comemoração ficou realmente completa. Danilo Toma (F.M.E.Concórdia) derrotou Isaac Zauli (ADC Estrela/Joola/Santos F.C./Fupes - SP) por 3 a 1 (11/5, 4/11, 11/8 e 11/8), na decisão realizada na manhã deste domingo (1/4) e garantiu o ouro.

Danilo Toma é paranaense de Londrina e começou a jogar com 9 anos. Chegou na Seleção Brasileira infantil aos 14 anos. Depois de atuar na Suécia e na Espanha, voltou para o Brasil e atualmente defende o tênis de mesa de Concórdia, apesar de seguir treinando na sua cidade natal. Dono de um estilo de jogo muito agressivo, já defendeu a Seleção Brasileira em algumas oportunidades.

“Foi muito bom jogar a Copa Brasil em Concórdia, atuar na cidade que eu represento. Ser campeão em casa sempre tem um gostinho especial”, ressaltou Danilo, que lembrou também as conquistas de Lauro Sebold, no juvenil, e Giuliano Peixoto, no veterano 4.

Gustavo Kodama (Santa Maria/São Caetano/Xiom/Ateme/Cooper – SP) venceu Richard Pinheiro (Saldanha da Gama/ Joola/ Santa Cecília – SP) por 3 a 1 (11/6, 11/9, 7/11 e 11/7), na decisão do Absoluto B. Lucca Felippi (Saldanha da Gama/ Joola/ Santa Cecília – SP) bateu Ítalo Henrique (C.T.M.Jacareí) por 3 a 2 (11/9, 7/11, 11/13, 11/8 e 11/8), vencendo o Absoluto C. Na disputa do Absoluto D, melhor para Hoon Shim (Sociedade Thalia Curitiba), que derrotou Matheus Floriano (A.T.M.Campinas), por 3 a 0 (11/5, 11/7 e 11/8). Na final gaúcha do Absoluto E, Bruno Bandeira (Sogipa), venceu João Vitor Model, (Nipo Ivoti), por 3 a 2 (12/14, 9/11, 11/9, 11/6 e 11/5).

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com
Juliana Cumplido (estagiária) - juliana@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa