Desempenho da dupla Eric Jouti e Gustavo Tsuboi mostra que parceria pode buscar voos mais altos no cenário mundial

17/05/2019 13:07

Após título na Eslovênia, brasileiros se despediram do torneio de duplas na Croácia entre os oito melhores da competição

FOTO: Técnico Francisco Arado orienta a dupla Eric Jouti e Gustavo Tsuboi. Crédito: Abelardo Mendes Jr./Rede do Esporte.

 

Zagreb, 17 de maio de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

Eric Jouti e Gustavo Tsuboi se despediram nesta sexta-feira (17) do torneio de duplas masculino do Aberto da Croácia, competição challenge do Circuito Mundial de Tênis de Mesa, em Zagreb. Batidos pelos japoneses Shunsuke Togami e Yukiya Uda, por 3 a 0 (10/12, 8/11 e 10/12), nas quartas de final, eles novamente terminaram entre os melhores, depois de terem sido campeões na Eslovênia. O que permite que sonhem ainda mais alto para as próximas competições.

Tsuboi terminou sua temporada, pois atua no Werder Bremen, da Alemanha, que já encerrou sua participação na Bundesliga. Jouti ainda vai disputar o Aberto de Hong Kong, no início de junho. Após as férias, ambos aguardam uma possível convocação para os Jogos Pan-Americanos de Lima, em agosto, que pode ser mais uma chance para mostrar o bom entrosamento da parceria.

“Acho que a atuação foi muito positiva, sempre é difícil ganhar torneios no alto nível. Por isso temos que valorizar o título na Eslovênia. Na Croácia, caímos nas quartas, mas mesmo assim tivemos um bom desempenho e conseguimos evoluir várias coisas dentro da dupla”, avalia o técnico Francisco Arado, o Paco.

“Apesar da derrota hoje, em geral acho que estamos jogando muito bem. Podemos enfrentar qualquer um de igual pra igual”, analisa Tsuboi.

No ranking mundial de duplas, os dois demonstram essa força. Jouti é o número 30 do mundo, enquanto Tsuboi é o 65°. Esse posicionamento ainda não leva em conta os pontos obtidos nas duas últimas competições.

Sobre a eliminação na Croácia, a avaliação é de que a parceria poderia ter rendido mais. Porém, nada alarmante. “Hoje não foi um dia em que fizemos nosso melhor jogo. Faltou um pouco de regularidade. Tivemos chances de ganhar sets e não aproveitamos”, diz Tsuboi. ”A dupla japonesa foi melhor no saque e recepção, o que nos deixou um pouco incômodos para jogar”, explica Paco.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Lucas Mathias (estagiário)

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa