Emiko Takatatsu recebe homenagem em reconhecimento a brilhante carreira

20/01/2013 08:02

A comissão organizadora do 63º Campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, realizado no município de Registro, no Vale do Ribeira, em São Paulo, prestou algumas homenagens durante a cerimônia de abertura da competição, nesse sábado, no ginásio Governador Mário Covas.

Como tradicionalmente acontece foram entregues aos atletas mais novos e mais velhos lembranças comemorativas, esse ano miniaturas de mesas feitas de vidro. Além deles, o maior atleta de todos os tempos, Ubiraci da Costa, o lendário Biriba, e a talentosa Emiko Takatatsu também foram enaltecidos por seus feitos históricos.

Durante mais de vinte anos, do final da década de 50 a de 70, Emiko conquistou o Campeonato Paulista adulto 14 vezes. O primeiro em 1958 e o último em 1976. Durante o período foi tricampeã Sul-Americana, somando um total de 15 títulos em todas as categorias, e participou de três Campeonatos Mundiais, em Praga, Saraevo e Calcutá.

Emiko foi a primeira jogadora nikkei a se destacar no Tênis de Mesa e começou a jogar em um local de encontro que os japoneses chamam de kaikan,na colônia de Vargem Grande Paulista, onde morava e havia uma mesa para praticar em casa, coisa rara para as famílias no Brasil da década de 1950.

Além disso, recebeu uma forte influência porque seu pai tinha várias revistas japonesas sobre a modalidade, sendo que na época o Japão era uma das potências emergentes no esporte. Outro fator foi a sua participação nos Campeonatos Intercoloniais.

Emiko participou pela primeira vez dessa competição quando tinha apenas 12 anos, em 1956. Um ano depois fez sua estreia em um campeonato paulista e foi então “descoberta” pelo então Diretor de Tênis de Mesa da Sociedade Esportiva Palmeiras, que a levou para a capital.

No Palmeiras daquela época treinavam os melhores jogadores do país como Ubiraci da Costa, o Biriba, e Alberto Kurdoglian, o Betinho, mas cada um tinha que se virar, pois não havia técnicos. Mesmo assim, Emiko conquistou seis títulos brasileiros, em uma época em que a participação não era tão frequente.