Eric garante Brasil bem preparado para o Mundial

25/04/2018 13:18

Estreante, Jouti vibra por ser parte da promissora nova geração do tênis de mesa nacional

Crédito da Foto: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 25 de abril de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM

Quando Eric Jouti começou a jogar tênis de mesa, grandes campeonatos, Seleção Brasileira e grandes conquistas não eram vislumbrados pelo atleta que completa 24 anos nesta quinta-feira (26/4). Hoje, no entanto, a realidade, felizmente, é outra. Depois de vários desafios bem-sucedidos, como a participação na Copa do Mundo e medalhas obtidas em campeonatos importantes pelo Brasil, como o ouro individual no Campeonato Latino-Americano, o paulistano tem o Campeonato Mundial de Equipes como o maior desafio da carreira até aqui.

"Quando comecei a praticar eu não pensava em jogar nenhum desses torneios, mas estou contente que evoluí muito e estou tendo bons resultados graças a um grupo de pessoas boas me ajudando a alcançar meus objetivos. Acredito que os abertos recentes me ajudaram a recuperar a confiança", destaca o jogador, que ganhou competitividade jogando torneios e vivendo no Velho Continente. Ele é vizinho da Suécia, a sede do Mundial.  

"Tive um bom resultado no Aberto da Eslovênia, chegando nas quartas de final, perdendo um jogo que tive muita chance de ganhar, mas sempre uso a vitória e a derrota como motivação para poder melhorar cada vez mais. A Europa é um dos melhores polos para se treinar, estou muito satisfeito com os treinos na Dinamarca e espero ficar um bom tempo por lá”. 

Eric foi o calouro do time na Copa do Mundo deste ano, na qual o Brasil venceu adversários tradicionais e ficou muito perto de uma medalha. Para o Mundial, ele chega mais experiente, sente o time - e ele próprio - bem preparados e acredita que o voo do Brasil pode ser ainda maior em Halmstad se mantiverem a união apresentada na Grã-Bretanha.  

"Minha expectativa é de sempre dar o meu melhor, independentemente do torneio. Nosso time está bem preparado e temos grandes chances de bater as melhores equipes. Também estou muito feliz em fazer parte dessa equipe da nova geração e de jogar um torneio grande como esse. Será importantíssimo repetir a união da equipe apresentada na Copa do Mundo. Jogando como um todo podemos ir mais longe".

A quilometragem adquirida cria métodos para se driblar a expectativa pelos duelos que se aproximam.

"A ansiedade sempre vem, mas se conseguirmos manter nossa cabeça ocupada pensando no jogo e no que precisamos para ganhar, acho que teremos grandes chances de jogar em nosso melhor nível", explicou. 

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa