Federação Goiana comemora um ano de sua fundação com crescimento em estrutura, organização e número de atletas

11/05/2019 10:48

Entidade foi fundada no dia 11 de maio de 2018 e busca avanço ainda maior no cenário nacional

FOTO: Três competições já foram realizadas no primeiro ano da Federação Goiana. Crédito: FTMGO

 

Goiânia (GO), 11 de maio de 2019

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

A Federação de Tênis de Mesa do Estado de Goiás (FTMGO) completa um ano neste sábado (11). Fundada em 2018, já com a filiação de quatro clubes, é notável o crescimento em estrutura, organização, número de atletas nos eventos, além da filiação em definitivo à Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM).

Hoje, já são seis clubes filiados no estado. Para os eventos e a estrutura de funcionamento da Federação, já existe uma Comissão de Atletas, com nove integrantes, de Técnicos, com três, de Árbitros, também com três pessoas, além do Tribunal de Justiça Desportiva, com nove. O Regulamento Geral das Competições foi aprovado, pela primeira vez no estado, e o número de atletas a pagarem o TRA Nacional é recorde.

O crescimento esportivo também é de grande preocupação da FTMGO, que já tem um curso para árbitros chancelado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), com 29 árbitros certificados pela CBTM já trabalhando nos torneios. Além disso, foi realizada a primeira Clínica de Tênis de Mesa com o atleta olímpico Cazuo Matsumoto.

Três torneios já foram realizados pela Federação: primeiro, a Copa Goiana de Categorias, que contou com a participação de 87 categorias. Depois, a 1ª Etapa da Copa Goiana de Rating 2019, realizada no Clube Jaó, assim como a primeira competição. A 2ª Etapa da Copa Goiana também foi organizada: contou com mais de 150 atletas, além do acréscimo do torneio do Ranking goiano, no Clube SESI Ferreira Pacheco.

“O que foi feito de mais importante nesse período foi o resgate de atletas que estavam há 15, 30 anos sem jogar. Isso foi bom, porque além da volta desses mesa-tenistas, eles também trouxeram seus filhos de 10, 15 anos com eles. Isso nos deu muita alegria, nos motivou bastante”, contou José Raimundo, presidente da FTMGO.

A estrutura física também não ficou para trás: já são 10 mesas, 80 aparadores, forros, redes e pódio, além da uniformização de árbitros, presidência e comissão de eventos e a identificação de técnicos com crachás nas competições. Para registro dos resultados dos jogos e da Classificação Geral, também foi implantado o Sistema de Gerenciamento de Atletas – SIGA, que é atualizado automaticamente, além de um perfil no Instagram para divulgação das fotos.

Visando maior participação dos atletas goianos a nível nacional, o Projeto Goiás com Tudo também está acontecendo: é um caixa de contribuição para o aluguel de um ônibus, que levará as equipes para o Campeonato Brasileiro de 2019.

“Não estamos medindo esforços para fazer com que a FTMGO seja referência nacional perante as entidades que representam o tênis de mesa no Brasil e, principalmente, para massificar o esporte no estado de Goiás e em descobrir e lapidar talentos que trarão resultados positivos”, finalizou Hérlei Silva, vice-presidente da Federação Goiana.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Lucas Mathias (estagiário)

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa