Gêmeas compartilham paixão pelo tênis de mesa e se espelham em Hugo Calderano

29/06/2018 16:32

Brincadeira e competição: conheça a história das fofuras de Toledo

FOTO: As gêmeas Luiza e Júlia Rech (azul) e Karoline Gruchoski. Crédito: Christian Martinez/RGB Studios.

 

Toledo (PR), 29 de junho de 2018.

Claudia Mendes

Quem assistiu ao segundo dia de competições da Copa Brasil Sul-Sudeste, em Toledo (PR), teve a atenção despertada para três meninas da categoria pré-mirim. Além de Karoline Gruchoski, cuja história foi mostrada aqui durante a edição da Copa Brasil em Concórdia, aqueciam também as gêmeas Luíza e Julia Rech, de 9 anos de idade.

Luíza e Julia atualmente jogam pelo Yara Toledo, mas são da cidade de Manoel Ribas, Região Central do Paraná. Apesar da pouca idade, as meninas não ficam para trás das veteranas. Todas aquecem com suas respectivas garrafinhas de água e estão sempre de olho nos jogos das meninas maiores. “A gente vem para brincar e jogar. Gostamos muito”, diz Julia, a mais extrovertida.

Além de compartilharem da mesma paixão pelo tênis de mesa, as três meninas também são fãs de Hugo Calderano, atualmente o 11º no ranking mundial de tênis de mesa. E quem acompanha esse trio na Copa Brasil é o pai das gêmeas, Anderson Silva. Ele lidera um projeto esportivo com crianças em Manoel Ribas. E foi a partir desta iniciativa que as meninas começaram a praticar tênis de mesa.

“Eu uso o tênis de mesa como ferramenta de educação. Principalmente pelo fato de elas serem gêmeas. A comparação é inevitável. Mas cada uma tem a sua personalidade. Ganhar ou perder é consequência”, explica o pai. Na semifinal da categoria, Julia venceu Luiza. Na decisão do título, Karoline bateu Julia, por 3 a 0 (11/8, 11/8 e 11/8), conquistando mais uma vez o título (ela também foi campeã em Concórdia).

Ainda sobre as meninas terem Hugo Calderano como um ídolo no esporte, ele vê com bons olhos. “Calderano é um cara tranquilo, focado e determinado. É um bom exemplo do esporte para as crianças que estão começando”.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa