Giulia Takahashi é a principal novidade do Brasil na disputa de etapa do Circuito Mundial Júnior, na Espanha

30/04/2019 16:18

Principal aposta das categorias de base do tênis de mesa brasileiro inicia trabalho acompanhado pela comissão técnica da Seleção e pelo COB

FOTO: Giulia Takahashi estreia nesta quarta-feira no Aberto da Espanha. Crédito: Daniel Zappe

 

Platja d'Aro (ESP), 30 de abril de 2019

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

Dois brasileiros disputam, a partir desta quarta-feira (1), o Aberto da Espanha, competição do Circuito Mundial Junior, na cidade de Platja d’Aro. Guilherme Teodoro e Giulia Takahashi são os representantes do Brasil no torneio. A segunda, é a principal aposta da base do tênis de mesa do Brasil. Número 10 do ranking mundial Sub-15, com apenas 14 anos, ela inicia um trabalho de desenvolvimento traçado pela comissão técnica da Seleção, com acompanhamento do COB. O objetivo é um rápido crescimento de desempenho, com participação em treinamentos na Europa e disputa de Abertos.

Enquanto Teodoro vai jogar os torneios individual, de duplas e equipes na categoria juvenil, Giulia Takahashi está inscrita para os mesmos torneios, mas também na infantil (em equipes, ela só vai disputar em sua categoria). É contra as atletas mais velhas na competição, inclusive, que a mesa-tenista estreia: suas primeiras partidas estão marcadas para esta quarta-feira contra Anna Klempererova (CZE), Raquel Martins (POR) e Anastasiia Beresneva (RUS), pelo grupo 12.

Guilherme Teodoro ainda não tem os horários de seus jogos definidos. No torneio individual, o brasileiro não vai disputar a fase de grupos: graças a sua posição no ranking, hoje o 19° até os 18 anos, ele já está classificado para a fase de 64.

O técnico Hideo Yamamoto é quem acompanha Giulia Takahashi na competição. Para ele, a mesa-tenista já está preparada para grandes desafios:

“Dentro da América Latina, a Giulia tem conseguido resultados muito bons. Ela ainda é da categoria infantil, mas já consegue jogar de igual para igual com atletas da categoria juvenil e até pela Seleção adulta. A prova disso foi ela ter jogado o torneio do circuito no Chile e o Sul-Americano adulto”, contou.

“Esse torneio é em continente europeu, tem muito mais jogadoras com qualidade. O objetivo de jogar o Aberto da Espanha é sair do nosso continente para conseguir realizar jogos que possam exigir mais dela e, com isso, aperfeiçoar e melhorar os pontos falhos. Além de tentar pegar um ritmo de jogo mais rápido, com bolas diferentes em busca de evolução”, finalizou Yamamoto.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa