Giulia Takahashi está nas quartas em duplas femininas e duplas mistas no Desafio Mundial de Cadetes

29/10/2018 13:19

Brasileira pode conseguir vagas na semifinais na madrugada desta terça e brigar por medalhas no último dia

FOTO: Giulia Takahashi busca vagas na semifinais de duplas. Crédito: ULTM.

 

Tottori (JPN), 29 de outubro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

A brasileira Giulia Takahashi está nas quartas de final dos torneios de duplas femininas e de duplas mistas do Desafio Mundial de Cadetes. Na manhã desta segunda-feira (29), no Parque Esportivo de Tottori, no Japão, ela conquistou a classificação nas duas disputas e começa a briga por vaga na semifinal nesta noite.

Nas duplas femininas, jogando ao lado da mexicana Arantxa Acevez, ela conquistou a vitória sobre a parceria canadense Kelly Fei Zhao e Benita Zhou, por 3 a 0 (11/5, 11/8 e 11/7). Nesta segunda-feira, às 23h30 (horário de Brasília), as adversárias serão Kornelija Riliskyte, da Lituânia, e Elena Zaharia, da Romênia.

Nas duplas mistas, duas boas vitórias de Giulia. Jogando ao lado do japonês Sora Matsushima, triunfo na fase de 32 sobre o argelino Abderrahmane Azzala e a malaia Xin Ni Lee, por 2 a 0 (11/4 e 12/10). Nova vitória nas oitavas de final, contra Ebrahim Abdulhakim Gubran, do Iêmen, e Benita Zhou, do Canadá, também por 2 a 0 (11/8 e 11/6). Nas quartas de final, às 7h20 da manhã de terça-feira, eles enfrentam o canadense Edward Ly e a colombiana Juliana Rodriguez.

Individual

No torneio individual, Giulia disputa apenas a 17ª colocação. Na fase de grupos, ela conquistou uma vitória, contra a fijiana Filomena Duncan, por 3 a 0 (11/4, 11/4 e 11/2), mas acabou derrotada outras duas vezes: pela japonesa Kaho Akae, por 3 a 0 (8/11, 8/11 e 6/11), e pela egípcia Hana Goda, por 3 a 1 (4/11, 5/11, 11/5 e 3/11). Ela inicia a briga pelo 17º lugar nesta segunda-feira, às 21h30, contra tunisiana Maram Zoghlami.

“No individual, as meninas pegaram o jogo dela muito rápido. É preciso matar um leão por dia e as coisas acontecem passo a passo, pois é muito nova ainda. Ela está nas quartas de final das duplas e segue evoluindo”, explica a técnica Lígia Silva.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa