Gui Lin

21/05/2017

Curriculo da Atleta

 

Perfil da atleta

Nome: LIN  GUI
Ranking mundial: 132ª
Nascimento: 01/10/1993
Naturalidade: CHINA
Mão de jogo: Direita
Borracha Back Hand: ANDRO - MAXCELL IN
Tipo de borracha: DOLBLE HAPPINESS/DHS
Estilo de jogo: Clássico Ofensivo
Borracha Forehand: ANDRO - MAXCELL IN
Tipo de Borracha: DOUBLE HAPPINESS/DHS
Marca da Raquete: WANG LI QIN
Clube: SÃO BERNARDO / ASA / PALMEIRAS - SP
 
Principais resultados: campeã mundial por equipes da Segunda Divisão (2014),  Vice Campeã da Copa Latina de Cuba (2015), campeã do Latino-Americano individual, duplas feminina e em equipes (2015), Campeã em equipes no Aberto de Luxemburgo (2015), Vice Campeã por equipes e individual nos Jogos Panamericanos (2015)

A trajetória de Lin Gui no tênis de mesa começou aos nove anos, quando, em uma seletiva estadual, foi selecionada para se juntar a uma escola especial esportiva, dedicada à formação de atletas de diversas modalidades. Até então, ela jogava em sua cidade, Naning, apenas por diversão.  

Aos 11, o Brasil cruzou o caminho dela pela primeira vez. O técnico Wei Jianren, que por anos trabalhou com a CBTM, foi à China para acompanhar o então jovem Rodrigo Kojima em um evento sub-17 da ITTF. Lá, conheceu Lin Gui e a convidou para um intercâmbio no Brasil. A avaliação, naquele momento, era de que a jogadora tinha muito talento, mas dificilmente teria nível para chegar à seleção chinesa e disputar os principais eventos do calendário internacional.

Lin Gui aceitou o convite e o que seria uma experiência passageira acabou virando definitiva. Mesmo sendo filha única, os pais deixaram que ela tivesse a oportunidade de tentar a carreira de mesa tenista no Brasil. Ela viveu na casa de Wei por três anos. Depois se mudou para um pensionato, onde conciliava os estudos com os treinamentos.

Em maio de 2012, Lin Gui conseguiu a cidadania brasileira e passou a defender a seleção. Dois meses depois, defendeu o Brasil nos Jogos Olímpicos da Londres, ao lado de Caroline Kumahara e Ligia Silva. Também fez parte da seleção brasileira campeã mundial da segunda divisão no ano passado.

Hoje, aos 21, Lin Gui atua por São Bernardo do Campo/Palmeiras, defende a seleção brasileira nas principais competições internacionais e ainda cursa faculdade de administração. Uma vez por ano, ela volta à China para visitar os pais.

Em março, conquistou o maior título da carreira até aqui: foi campeã individual do Campeonato Latino-Americano, em Buenos Aires, na Argentina. Semanas antes, Lin Gui havia acertado com o Linz, da Áustria, um dos principais clubes da Europa.