Guilherme Costa

13/06/2019 15:02

Dados Pessoais

Nome Completo: Guilherme Marcião da Costa
Classe: 02

Ranking: 12º
Sexo: masculino
Data de Nascimento: 30/12/1991
Local de Nascimento: Manaus-AM
Altura (cm): 187
Peso (kg): 70

Informações adicionais
Estado Civil: solteiro
Residência atual (cidade): São Paulo-SP
Ocupação: estudante, atleta
Conhecimento de línguas: espanhol e inglês
Educação: Direito – Universidade Estácio de Sá (cursando)

Informações específicas esportiva:
Quando e onde começar a praticar seu esporte?
Sarah Kubitschek-DF, 2007

Por que você escolheu esse esporte?
Como fisioterapia.

Detalhes da Associação ou Clube - Nome, Cidade, Estado / Província, País:
Associação Atlética Adalberto Valle - Manaus-AM

Treinadores atuais:
Mário Costa, desde 2015, Paulo Molitor, desde 2017.

Escreva sobre sua rotina de treinamento:
5x por semana, 3h por dia

Estilo:
Clássico / destro

Estreia Internacional
2009, Aberto do Brasil, Brasília.

Interesse Geral

Hobbies
Tocar gaita.
Apelido
Gui.
Momento esportivo memorável
A medalha de bronze por equipes classe 01-02 masculina conquistada nos Jogos Paralímpicos Rio de Janeiro 2016.
Pessoa que mais tem influenciado a sua carreira?
A família e amigos.
Ídolos esportivos.
O jogador de futebol português Cristiano Ronaldo, o ex-futebolista brasileiro Zico, o jogador de basquete americano Lebron James e o lutador de MMA brasileiro José Aldo.
Rival / Forte concorrência?
Coreanos.
Você já sofreu uma lesão que tem afetado quando competindo?
Bursite cotovelo, em 2010, que lhe manteve afastado por quatro meses.
Tem algum ritual ou superstição antes de competir ou treinar?
Meditação e prece antes do jogo.
Lema ou filosofia no esporte:
“Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível” - São Francisco de Assis
Quais são as suas ambições durante e após sua carreira?
Ser atleta top-5 do mundo, e ser pai.
 

Resumo:

Em novembro de 2006, Guilherme foi atropelado por um carro no Parque da Cidade, em Brasília (DF), e ficou tetraplégico. Ele chegou a praticar outros esportes como natação, capoeira, basquete, futebol e jiu-jitsu antes do acidente, e descobriu no tênis de mesa um recomeço. Começou a treinar em dezembro de 2007 e hoje é um medalhista Paralímpico.