Guilherme Teodoro dá adeus ao Aberto Júnior da Polônia

25/05/2018 20:53

Brasileiro caiu na fase de times, após integrar equipe mista com um polonês e um argentino, mas venceu três jogos na fase individual

FOTO: Guilherme Teodoro, único representante do Brasil em Wladyslawowo

Rio de Janeiro, 25 de maio de 2018

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

Representante brasileiro no Aberto Júnior da Polônia, em Wladyslawowo, Guilherme Teodoro deu adeus à competição nesta sexta (25), após a eliminação da equipe que integrava com o argentino Matias Guadalupe e o polonês Bartosz Czerwinsk. O trio foi derrotado nos três confrontos do dia da fase de times, na qual estavam no Grupo 3, e não avançou à fase eliminatória, alcançada apenas pelo líder de cada grupo.

O trio de Teodoro, Guadalupe e Czerwinsk estreou enfrentado outro combinado, formado por dois atletas russos e um panamenho, e perdeu por 3 a 0.  Em seu jogo, o brasileiro foi superado pelo russo Artem Dvoynikov, que venceu por 3 sets a 0 (11/5, 11/7 e 11/3).

Na rodada seguinte, outro time misto no caminho do brasileiro, desta vez formado por dois japoneses e um grego. Nova derrota para o time de Guilherme, que teve poucas chances contra Takeru Kashiwa. Com parciais de 11/4, 11/8 e 11/5, o japonês venceu por 3 a 0.

Já eliminado, o time do brasileiro enfrentou a Ucrânia, também sem chances de avançar. Kiril Yurchenko foi o adversário de Guilherme, que teve sua melhor atuação do dia, mas não conseguiu evitar a vitória do ucraniano, que venceu o confronto por 3 a 1 (11/6, 8/11, 11/7 e 11/6). O placar entre as equipes também marcou 3 a 1 a favor da Ucrânia: o polonês Bartosz Czerwinsk venceu um duelo a favor da equipe de Guilherme.

Outras disputas
O brasileiro estreou no torneio na última quarta-feira, 23, quando jogou duas modalidades do evento: individual e duplas. Na primeira, teve atuação segura na fase preliminar e avançou na competição como vencedor do Grupo 19, conquistando três vitórias. Primeiro, despachou o dinamarquês Thor Christensen por 3 a 0, parciais de 11/3, 12/10 e 13/11. Em seguida, bateu o eslovako Daniel Orac, de virada, por 3 a 1 (10/12, 11/6, 11/5 e 11/8). Guilherme concluiu a fase com novo triunfo, desta vez contra Uladzimir Belakon, da Bielorrússia, por 3 a 0, parciais de 11/8, 11/9 e 11/7.

No primeiro duelo da fase eliminatória, porém, o brasileiro deu adeus ao sonho do título quando perdeu para o romeno Christian Chirita por 4 a 2 (4/11, 11/9, 11/9, 11/9, 11/13 e 11/5).

Guilherme teve caminho curto na fase de duplas. Atuando ao lado do argelino Yanice Boualem Boubekeur, foi superado pela parceria sueca David Andersson e Melker Nilsson, que venceu por 3 a 1 (11/4, 10/12, 11/9 e 11/6).


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa