Guilherme Teodoro enfrenta o número 8 do mundo na primeira fase dos Jogos Olímpicos da Juventude

04/10/2018 23:48

Tomokazu Harimoto, de apenas 15 anos, será um dos adversários do brasileiro. Bruna Takahashi tem grupo mais tranquilo na primeira fase

 

Buenos Aires (ARG), 04 de outubro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

O brasileiro Guilherme Teodoro terá uma pedreira pela frente na primeira fase dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires (ARG). O mesa-tenista, de 16 anos, caiu no grupo A, ao lado do japonês Tomokazu Harimoto, número 8 do ranking mundial adulto e grande favorito ao título da competição. Os jogos de tênis de mesa começam no próximo domingo (07).

Além de Harimoto, o brasileiro terá como adversários o australiano Benjamim Gould (36º do ranking Sub-18 e 929º do ranking adulto) e o belizenho Rohit Pagarani (1.062º do ranking Sub-18 e 1.077º do ranking adulto). Guilherme Teodoro é o 30º colocado do ranking Sub-18. Dois atletas de cada grupo se classificam para a fase seguinte.

Bruna Takahashi, a outra representante brasileira nos Jogos, terá uma missão mais fácil na primeira fase. Cabeça de chave do grupo G, ela enfrentará a polonesa Anna Janina Wegrzyn (14ª do ranking Sub-18 e 353ª do ranking adulto), a neozelandesa Hui Ling Vong (42ª do ranking Sub-18) e a fijiana Grace Rosi Yee (146ª do ranking Sub-18 e 211ª do ranking adulto). A brasileira é a atual 73ª colocada do ranking adulto e 33ª do ranking Sub-18.

O técnico Nelson Kusouka gostou do sorteio. Ele acredita que a configuração dos grupos seja favorável a uma classificação dos brasileiros.

“O sorteio foi bom para os dois. Para a Bruna, acredito que o jogo mais difícil seja contra a polonesa. E o Teodoro, lógico, contra o Harimoto. Nunca é bom jogar contra um Top-10 adulto, mas ele vai entrar firme. Os outros dois adversários da Bruna e do Teodoro não são tão conhecidos, mas, por terem se classificado para os Jogos, os nossos atletas precisam entrar muito concentrados para não serem surpreendidos”, avisa.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa