Hugo Calderano se classifica para as quartas de final e enfrenta o número 3 do mundo

20/07/2018 09:23

Com autoridade, brasileiro vence dois adversários no Aberto da Coreia do Sul e tenta quebrar o domínio dos asiáticos no torneio

FOTO DE ARQUIVO: Hugo Calderano venceu duas vezes no Aberto da Coreia do Sul. Crédito: ULTM

 

Daejeon (KOR), 20 de julho de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

O brasileiro Hugo Calderano está nas quartas de final do Aberto da Coreia do Sul, em Daejeon, competição nível platinum do Circuito Mundial, equivalente ao Grand Slam do tênis de mesa. Na manhã desta sexta-feira (20), ele derrotou o sul-coreano Cho Seungmin, por 4 a 0 (11/7, 13/11, 11/9 e 11/6). Durante a madrugada, ele já havia batido Chen Chien-An, de Taiwan, também por 4 a 0 (12/10, 11/9, 11/6 e 11/7).

Nas quartas de final, Calderano encara o chinês Lin Gaoyuan, número 3 do mundo, neste sábado, às 2h10 (horário de Brasília). Se vencer, joga a semifinal poucas horas depois, contra o vencedor do confronto entre o chinês Liang Jingkun e o sul-coreano Lim Jonghoon. O brasileiro é o único atleta não-asiático nesta fase da competição.

No jogo da madrugada, contra Chen Chien-An, Calderano foi absoluto. Não por ter enfrentado um adversário fácil, afinal, o atleta de Taiwan está em 31° no ranking mundial. Mas pela agressividade característica e frieza do brasileiro nos momentos certos.

Foi assim desde o primeiro set, quando abriu 3 a 0, permitiu o empate, mas teve tranquilidade para manter o jogo equilibrado e evitar as venenosas devoluções de bola de Chien-An. No segundo set, ainda mais equilibrado, Calderano manteve a postura.

Muito agressivo, o brasileiro chegou atropelando no terceiro set, tanto que o adversário logo foi obrigado a pedir tempo. De pouco adiantou, pois Calderano seguiu absoluto e fechou rapidamente. No quarto set, Chien-An chegou a esboçar uma reação, mas não conseguiu manter o ritmo e foi derrotado mais uma vez.

Pouco mais de cinco horas após vencer na estreia, Calderano voltou à mesa para enfrentar o sul-coreano Cho Seungmin, que havia derrotado na fase anterior o francês Simon Gauzy, número 11 do mundo. O 42º do ranking mundial entrou na mesa com moral pela vitória anterior e com apoio total da torcida, empolgada pelos bons resultados de seus atletas na competição (os sul-coreanos classificaram quatro mesa-tenistas para as quartas de final).

E o enredo foi praticamente igual ao primeiro jogo. O brasileiro abriu vantagem no primeiro set, permitiu o empate, mas teve tranquilidade para dominar novamente a partida e fechar. Na segunda parcial, o pior momento de Calderano. Ele chegou a estar perdendo de 9 a 5, conseguiu igualar em 10 a 10 e virou, finalizando em 13 a 11.

Novo equilíbrio no terceiro set, com Calderano sendo frio para fechar no momento decisivo. Na última parcial, ele foi soberano. Abriu 3 a 0, obrigando o adversário a pedir tempo. Depois, controlou bem a partida, até encerrar a disputa.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa