Hugo Calderano termina entre os oito melhores na primeira competição do ano no Circuito Mundial

19/01/2019 16:06

Brasileiro fechou sua participação no Aberto da Hungria, onde chegou nas quartas de final. Resultado não deve significar perda de posição no ranking

FOTO: Hugo Calderano parou nas quartas de final. Crédito: ITTF.

 

Budapeste (HUN), 19 de janeiro de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

O brasileiro Hugo Calderano fechou neste sábado (19) a sua participação no Aberto da Hungria de Tênis de Mesa, em Budapeste, ficando entre os oito melhores da competição. Na partida das quartas de final, ele foi superado pelo chinês Wang Chuqin, por 4 a 2 (11/5, 6/11, 8/11, 4/11, 14/12 e 5/11) e não se classificou para a semifinal.

Como curiosidade, os quatro vencedores das quartas de final foram chineses. Além de Chuqin, Xu Xin, Fan Zhendong e Lin Gaoyuan vão disputar o título da etapa.

Assim como já acontecera desde a estreia no Aberto da Hungria, Calderano começou muito bem o jogo. Fez um excelente primeiro set, vencendo por 11 a 5. Mas depois, encontrou extrema dificuldade com o estilo de jogo do chinês.

A partir do segundo set, o brasileiro não conseguiu mais impor seu ritmo, encontrando extrema dificuldade nas devoluções. Chuqin abriu 6 a 1 na segunda parcial, fechando em 11 a 6. No terceiro set, o adversário abriu uma diferença ainda maior, de 7 a 1. Calderano ainda conseguiu reagir, mas não deu tempo de tentar a virada.

No quarto set, o brasileiro começou bem, fazendo 3 a 1. Após o adversário virar para 6 a 3, o técnico Jean-René Mounie pediu tempo, mas Calderano não conseguiu reverter o quadro, sendo batido por 11 a 4.

Mesmo precisando vencer três parciais consecutivas, Calderano não se abateu e equilibrou finalmente o confronto, obrigando o técnico chinês a pedir tempo quando a partida estava 9 a 8 para o brasileiro. Porém, Chuqin não conseguiu a reação, perdendo por 14 a 12.

No sexto set, o chinês voltou a impor as mesmas dificuldades ao brasileiro na devolução e conseguiu a vitória por 11 a 5, fechando o confronto.

No ano passado, Calderano foi semifinalista da mesma competição, o que poderá representar uma pequena perda de pontos no ranking mundial, mas não de colocação (deve manter-se na sexta posição), pois os adversários atrás dele na lista e que participaram da competição na Hungria não chegaram nesta fase. A diferença do brasileiro para o sétimo colocado (o sul-coreano Sangsu Lee) é de quase 600 pontos, enquanto o oitavo colocado (Wong Chung Ting, de Hong Kong) está quase 1.300 pontos atrás.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa