Impecável! Calderano faz história e bate o líder do ranking mundial

09/03/2018 12:12

 

 
Brasileiro faz 4 a 1 no alemão Timo Boll e está nas quartas de final do Aberto do Catar
 
 
Rio de Janeiro (RJ), 09 de março de 2018.
Por: Assessoria de Comunicação - CBTM
 
Momento histórico para o tênis de mesa brasileiro! Pelas oitavas de final do Aberto do Catar, Hugo Calderano eliminou nada menos do que o líder do ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), Timo Boll. A vitória por 4 a 1 sobre o alemão coloca o carioca de 21 anos entre os oito melhores do evento nível Platinum (o Grand Slam da modalidade) e ratifica sua posição entre os gigantes da atualidade. As parciais do triunfo foram as seguintes: 11/9, 11/9, 11/8, 7/11 e 12/10.
 
O próximo compromisso de Hugo será contra o japonês Tomokazu Harimoto, número 12 do mundo, que bateu o indiano Sathiyan Gnanasekaran por 4 a 3. Se vencer, Hugo encara na semifinal o vencedor duelo entre o quarto do mundo - o chinês Gaoyuan Lin - e Chun Ting Wong, de Hong Kong, sexto do ranking.
 
O jogo
Hugo conseguiu virada espetacular para fechar o primeiro set. Perdia por 9 a 7, mas foi agressivo nos pontos decisivos e fechou em 11/9.
 
Muita emoção no set 2. Calderano e Boll foram empatados até o sexto ponto. O brasileiro fez 9 a 6, o alemão buscou o empate, mas Hugo novamente foi impetuoso e forçou os erros do alemão. Novo 11/9 e dois sets a zero. 
 
A vitória parcial do brasileiro parecia tirar a confiança do número 1 do ranking. Hugo liderou todo o terceiro set com alguma folga e fechou a parcial em 11/8.
 
Seria difícil acreditar que Boll não esboçaria uma reação. No quarto set, ele dominou as ações. Chegou a abrir 7 a 2 e fechou a parcial com segurança em 11/7.
 
No quinto set, Boll saiu na frente, mas Hugo alcançou a virada em 7 a 6. O duelo ficou equilibrado e o brasileiro teve dois match points. Desperdiçou quando vencia por 10 a 9, mas não titubeou na nova oportunidade e fechou o jogo em 12/10.
 
"O Hugo teve um desempenho muito bom e é preciso destacar a sua a capacidade de adaptação. O Boll tentou quebrar o ritmo, jogando devagar e com muito efeito. Não foi facil, já que o Boll é expert em variar o próprio jogo. No quarto set, Boll jogou bem mais ativo, sem dar tempo para o Hugo. Foi difícil readaptar a estratégia, mas já no quinto set ele (Hugo) conseguiu. É mais um passo no caminho do Hugo. Vamos usar esse jogo com uma base e continuar a desenvolver as ferramentas dele para tentar alcancar o topo", analisou o técnico Jean René Mounie.
 
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 
 
 
Siga a CBTM nas redes sociais:
 

 Facebook  Twitter  Instagram