Jean-René aponta o caminho: ‘Hugo vai continuar treinando duro e vai continuar a evoluir’

28/04/2019 06:13

Técnico francês acredita que Calderano pode subir mais e a derrota para Ma Long não deve motivar uma mudança de rumos

FOTO: Jean-René Mounie orienta Calderano no Mundial. Crédito: Abelardo Mendes Júnior/Rede do Esporte.

 

Budapeste (HUN), 28 de abril de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

O trabalho está no caminho certo. Esta é a análise que o técnico francês Jean-René Mounie faz do seu pupilo, o brasileiro Hugo Calderano. O profissional enxergou pontos muito positivos no jogo contra o bicampeão mundial Ma Long e acredita que o resultado pode ser diferente no futuro.

O treinador ficou muito satisfeito em ver Hugo Calderano dominando o jogo no primeiro set e em parte do segundo. Acredita que fazer isso contra um jogador como Ma Long é uma boa prova da qualidade do jogo do brasileiro nos dias atuais. Afinal, não é qualquer atleta que é capaz de demonstrar tamanha capacidade contra o chinês.

“O Hugo fez dois sets em alto nível. O nível técnico do Ma Long é muito alto. Mas estamos no caminho certo. Ele vai ter que trabalhar mais para enfrentá-lo no mesmo nível. Ma Long é o melhor jogador do mundo, que se machucou e por isso caiu no ranking. Ele não é bicampeão mundial e campeão olímpico de graça”, ressalta.

Para Mounie, Hugo Calderano ainda não chegou ao seu limite. É possível esperar ainda mais do brasileiro, que tem apenas 22 anos e um caminho longo no esporte. Ele considera que o jogo do brasileiro pode evoluir.

“Ainda falta um pouco de consistência e regularidade. Ele está trabalhando duro todos os dias e acredito que vai continuar a evoluir. No futuro, vão se encontrar de novo e espero que o Hugo possa ganhar”, diz, esperançoso.

Trabalho e desafios não faltarão no caminho de Calderano. No final de maio, seu time, o Ochsenhausen, disputará a final da Bundesliga, contra o FC Saarbrücken-TT, e ele poderá ser o primeiro brasileiro a conquistar o título alemão. Logo na sequência, ele volta a disputar um Aberto do Circuito Mundial, em Shenzhen, na China. 

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa