Jean-René destaca Seleção Brasileira em evolução permanente após o Mundial

07/05/2018 14:34

Técnico enaltece atuação de Hugo Calderano e dos companheiros dele na ótima participação do Brasil no Mundial por Equipes

Crédito da Foto: Christian Martinez/RGB Studios.

 

Rio de Janeiro (RJ), 07 de maio de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa – CBTM

O técnico Jean-René Mounie acompanhou in loco toda a trajetória brasileira no Mundial de Equipes de Halmstad, na Suécia. Atualmente trabalhando de maneira direta com Hugo Calderano, mas presente no relacionamento com todo o time, o ex-técnico da Seleção destacou que o Brasil deixou o país nórdico com um sentimento de missão cumprida.

O time masculino do Brasil, formado por Calderano, Gustavo Tsuboi, Eric Jouti e Vitor Ishiy, fez ótimo papel na competição. Na primeira fase, no Grupo B, venceu quatro jogos e só caiu ante à China, melhor equipe do mundo. Passou pela fortíssima Croácia nas oitavas de final e só parou no campeonato ao enfrentar a gigante Alemanha, de Timo Boll e Dimitrij Ovctcharov nas quartas de final, em jogos disputadíssimos. No fim, os meninos colocaram o Brasil entre os oito melhores times do planeta.

Jean-René destaca que o Brasil conseguiu na Suécia o fator indispensável para continuar sonhando alto, que é permanecer evoluindo.

"A atuação de nossa equipe correspondeu exatamente às nossas expectativas. Quando jogamos quartas de final por uma medalha sempre queremos ganhar, mas uma medalha é construída com etapas e tempo. Não é realista pensar que podemos ir de A ate Z sem passar por C, H e M. Em Halmstadt, a Seleção conseguiu continuar e evoluir sobre esse caminho e isso vai dar mais força e perspectivas para todos: jogadores, técnicos, CBTM e torcedores”, explica.

O pupilo Calderano, autor de ótimas atuações na Suécia, teve sua determinação exaltada.

"Mais uma vez o Hugo foi acima das expectativas. Pegar a liderança dessa equipe com 21 anos, depois de uma temporada muito exigente como a que ele teve com o clube dele, é fantástico. Ele faz tão bem que as pessoas acham que é fácil, mas os esforços que ele está fazendo são enormes", observou, antes de elogiar o desempenho dos companheiros de Hugo, Eric Jouti e Gustavo Tsuboi.

"O que o Eric conseguiu fazer para um primeiro Mundial é um desempenho de alto nível. Ele mostrou determinação e caráter. Estou um pouco surpreso com o nível que o Gustavo alcançou. Sei que ele se dedica 100% para o tênis de mesa, mas com a conjuntura atual foi difícil manter um programa internacional de alto nível. Para enfrentar os melhores, cada pessoa precisa da oportunidade de confrontar esses jogadores tops no nível internacional. Mesmo sem esse contexto positivo, ele mostrou o melhor dele!".

O comando de Francisco Arado, o Paco, também mereceu destaque.

"O Paco conseguiu criar um ambiente positivo e nunca perdeu a meta da cabeça. Ele contribuiu bastante para essa campanha de sucesso", ressaltou.


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa