Jean René Mounie vibra com Brasil completo em Halmstad

28/04/2018 10:02

Técnico destaca importância do aprendizado para a equipe masculina e pede jovens com "fome" no campeonato

Crédito da Foto: Christian Martinez / RGB Studios.

 

Rio de Janeiro (RJ), 28 de abril de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM

Chegar à Halmstad, na Suécia, e ver o Brasil com equipes de ambos os naipes para a disputa do Campeonato Mundial por Equipes é motivo de satisfação para muita gente. Para o técnico Jean-René Mounie, certamente, é ainda mais. Ele participou ativamente do processo de evolução do tênis de mesa brasileiro, que estará completo na elite da modalidade pela primeira vez.

"É verdade que estou satisfeito de ver meninas e meninos participando do Mundial contra os melhores. Acho que o Brasil evoluiu bastante nos últimos anos e ter a oportunidade de defender as cores do país na Primeira Divisão é um privilégio que os jogadores merecem. Vai ser emocionante para as pessoas que torcem para o tênis de mesa brasileiro”.

Com o desenvolvimento, naturalmente aumenta a ambição por resultados mais expressivos. O treinador, porém, ressalta que o aprendizado é a meta principal para um time jovem.

"A atuação na Copa do Mundo foi ótima. Gostei da ideia de ver um time onde cada jogador encara a sua responsabilidade. Já conseguimos alcançar duas vezes as quartas de final durante os dois últimos ciclos olímpicos e uma vez com real chance de vencer o Japão. O resultado na Inglaterra confirma a evolução da equipe. No entanto, a meta principal vai ser aprender, porque é complicado colocar um objetivo preciso quando temos três jogadores entre 21 e 23 anos. Aprender, porém, não significa que não dá para obter alguma coisa boa ou muito boa... os jovens têm de chegar "fome" ao campeonato", explicou.

Há uma diferença de perfil do time masculino atual. Ele é mais jovem em relação ao que disputou o Mundial passado, em Kuala Lumpur, quando o Brasil jogou a Segunda Divisão. Isso, porém, não necessariamente gerará dificuldades para a equipe.

"O que poderia ser mais difícil gerir é mais relacionado com a experiência do que com a idade. Ser jovem significa ter energia, vontade, imprudência necessária para acreditar. Depende bastante do que os quatro jogadores e mais o Paco (Francisco Arado, treinador) vão criar juntos. Ambição e simplicidade são palavras chave para conseguir ir bem nesse Mundial".

Hugo
Com o conhecimento de quem trabalha diretamente com Hugo Calderano, Jean-René reforça a competência do pupilo e reitera o compromisso dele com a carreira.

"Já sabemos que o Hugo pode ganhar contra os melhores. O desafio dele vai ser de ter a capacidade de manter a liderança da equipe, dia após dia. Mas estou confiante, porque ele quer contribuir para pôr o Brasil no top do mundo”.

Atualmente, o Brasil tem uma boa quantidade de jogadores ativos no Circuito Mundial e em Ligas Europeias. Esse fato pode ser útil na preparação dos destaques e na manutenção da renovação entre os atletas brasileiros. 

"Isso ajuda, sim. Por um lado, não temos os mesmos meios do que antes dos Jogos Olímpicos e é difícil manter um projeto de alto nível para os jovens. Por outro lado, eles têm de achar mais soluções sozinhos e isso permite de desenvolver outro tipo de qualidade. No final, eles têm uma concorrência maior aqui na Europa e precisam se adaptar, tanto no trabalho de cada dia como no nível geral das competições".

A Seleção masculina estreia neste domingo, às 8h, contra a República Tcheca. A equipe feminina joga sua primeira partida pouco antes, às 5h, contra a Alemanha. Confira a tabela completa do Brasil na primeira fase (com horários de Brasília):

 

FEMININO
29/4 – 5h – Brasil x Alemanha
29/4 – 15h – Brasil x Hong Kong
30/4 – 11h – Brasil x Luxemburgo
1º/5 – 5h – Brasil x Tailândia
1º/5 – 14h – Brasil x Coreia do Sul
 
MASCULINO
29/4 – 8h – Brasil x República Tcheca
30/4 – 5h – Brasil x Portugal
30/4 – 14h – Brasil x China
1º/5 – 8h – Brasil x Coreia do Norte
2/5 – 5h – Brasil x Rússia


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa