Luiz Manara intensifica os treinos para a disputa da Seletiva Parapanamericana

03/01/2013 17:14

Após uma temporada repleta de conquistas, Luiz Manara começou 2013 intensificando os treinos para a disputa da Seletiva Parapanamericana que acontecerá em Piracicaba, nos dias 23 e 24 desse mês.

O atleta tentará uma vaga na Classe 8, onde também estão Francisco Mello e João Fernando Nascimento, ambos do Jundiaí, Israel Istroh, do Santa Cecília, Marcelo Cardin, da ADIPPNE e Paulo Salmin, do Nova Era Bauru.

A confiança de Luiz Manara aumentou depois da campanha realizada no Campeonato Brasileiro, onde levou duas medalhas de ouro nas Classes e no Ranking Paralímpico, superando os melhores da categoria.

Na competição de Classes, Manara venceu Paulo Salmin, principal atleta da Classe 8, que disputou as Paralimpíadas em Londres. Os dois se enfrentaram também na competição de Ranking Olímpico, com Manara levando a melhor.

Antes mesmo da disputa do Brasileiro, Luiz Manara teve seu talento reconhecido pela CBTM e foi convocado para a Copa Tango, que aconteceu na Argentina, como integrante da Seleção de Jovens e correspondeu conquistando o ouro na Classe 8.

--- Quero continuar representando o meu país com muito orgulho e vou treinar cada vez mais com empenho e dedicação para atingir meus objetivos. A meta é disputar os Jogos Paralímpicos de 2016 --- garantiu o representante da Sociedade Esportiva Itapirense/Clube Mogiano-SP.

Luiz nasceu com Hemiplegia, uma paralisia provocada pela falta de oxigênio no cérebro durante o nascimento que afetou o lado direito do seu corpo. Por recomendação médica passou a praticar o esporte e em pouco tempo começou a perceber que levava jeito para a coisa.

Ainda criança decidiu ter uma mesa em casa e juntou o dinheiro que recebia de mesada dos pais e de parentes em datas comemorativas. Conseguiu o suficiente para comprar uma e passou a gostar e se dedicar cada vez mais ao esporte.

Em 2007 a família, que tinha ido para Brasília em busca de um tratamento melhor, voltou para São Paulo e foi morar em Mogi Mirim, onde Manara passou a disputar a Liga Paulista e pouco depois os Jogos Regionais. Um ano depois participou pela primeira vez de uma etapa do Circuito Copa Brasil, que aconteceu em São Caetano do Sul.

Depois disso, Manara jogou o Parapan da Colômbia, onde conquistou duas medalhas de prata, e o Aberto da Costa Rica, sagrando-se campeão Individual e do Torneio de Equipes. Sempre apoiado pelo pai Luiz Carlos Barros Manara e pela mãe Eliana Manara, o rapaz começou a se destacar e já está entre os melhores do país na Classe 8.

--- Esse apoio é fundamental para mim. Quero agradecer os meus pais por tudo que fizeram e continuam fazendo, além da minha técnica, Cátia Silva. É muito importante esse reconhecimento. Adquirindo experiência nessas competições teremos mais condições de obter bons resultados em eventos maiores --- acredita.