Mesa-tenistas ressaltam a importância do Time São Paulo Paralímpico para novas conquistas

28/02/2019 15:54

Bruna Alexandre, Cátia Oliveira, Danielle Rauen, Israel Stroh, Jennyfer Parinos e Paulo Salmin fazem parte do grupo de 66 atletas e guias apoiados

FOTO: Time São Paulo, no evento de apresentação. Crédito: Daniel Zappe/CPB/Mpix.

 

São Paulo (SP), 28 de fevereiro de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM – Com informações do CPB

O governo de São Paulo reafirmou na última quarta-feira (27) um compromisso importante com o movimento paralímpico brasileiro. O Time São Paulo Paralímpico 2019 é composto de 62 atletas e quatro guias, de nove modalidades, entre elas o tênis de mesa. Bruna Alexandre, Cátia Oliveira, Danielle Rauen, Israel Stroh, Jennyfer Parinos e Paulo Salmin são os contemplados deste novo grupo.

O Time São Paulo é uma parceria do Comitê Paralímpico Brasileiro com o governo do estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Criado em 2011, visa avaliar, controlar e executar ações de suporte ao desenvolvimento esportivo de atletas de alto nível vinculados ao estado de São Paulo. 

“Em 2011, firmamos o primeiro contrato com o Time São Paulo, às vésperas dos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara. Fomos abraçados pelo governo do estado de São Paulo como nenhum outro estado teve a possibilidade de abraçar o Movimento Paralímpico. Então, de fato, essa é a nossa casa”, disse Mizael Conrado, presidente do CPB, durante a cerimônia de apresentação.

De fato, o Centro Paralímpico Brasileiro, localizado na capital paulista, é uma das provas de que a parceria vem funcionando de maneira afinada. No local, o tênis de mesa paralímpico conta com um moderno espaço, onde treinam os membros da Seleção permanente e são realizadas ações, como a Detecção Nacional de Talentos. A próxima Copa Brasil Sul-Sudeste e o Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa serão realizados no CT.

Importância para o tênis de mesa

O Time São Paulo vem se mostrando um importante aliado dos nossos mesa-tenistas. Israel Stroh, medalha de prata nos Jogos do Rio 2016, faz questão de ressaltar a importância do projeto:

“O Time São Paulo é a nossa segurança mensal de que teremos recursos para desempenhar nosso trabalho, que no meu caso funciona muito bem ao lado da Hebraica. Em uma fase de instabilidade, são eles que dão a estabilidade que precisamos no ano anterior aos Jogos de Tóquio. O Time São Paulo é um parceiro enorme do movimento paralímpico brasileiro”.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa