Mesa-tenistas viajam longas distâncias para disputar a Super Copa Brasil em Mato Grosso

28/09/2019 20:55

Atletas do Amazonas e de Pernambuco falam sobre a experiência de encarar longas distâncias para atuarem em Cuiabá

FOTO: Lucas Carvalho viajou mais de 3 mil quilômetros. Crédito: Júnior Martins.

 

Cuiabá (MT), 28 de setembro de 2019.

Por Júnior Martins, Especial para a CBTM

Alexandre Pereira Alfon e Lucas dos Santos Carvalho percorreram somados mais de 5.500km de suas respectivas cidades, Manaus-AM e Recife-PE, até a capital de Mato Grosso. E tudo isso para disputar a Super Copa Brasil de Tênis de Mesa, de 26 a 29 de setembro, no Ginásio Professor Aecim Tocantins, mas a aventura valeu a pena pela experiência obtida e pelas medalhas conquistadas.

Para o representante da APCEF Manaus – AM, Alexandre Alfon, de 38 anos, a viagem durou cerca de 36 horas e por aproximadamente 2.348Km. E, de acordo com ele, foram necessárias cinco conexões na viagem de avião de Manaus até Cuiabá. Mas garantiu medalha de ouro após vencer Vinícius Miguel Fava (Nipo Ivoti – RS) por três sets a zero e parciais de 11/3, 11/4 e 11/6 na final da Sênior.

“De alguns anos pra cá, tenho participado de quase todas as Copas Brasil da CBTM. Entrei para o tênis de mesa em 2012, depois passei a jogar para adquirir experiência e em seguida avancei às competições. Conquistei bons pontos no ranking, adquiri o bolsa atleta e agora tenho me sentido bastante motivado para continuar a competir”, conta o campeão Sênior e para-atleta, Alexandre Alfon.

O representante da Associação Atlética Unicap – PE, Lucas Carvalho, 19 anos, faturou medalha de ouro após superar Reginaldo Gomes por três sets a zero e parciais de 13/11, 12/10 e 11/6 na Classe 9 Paralímpica. Segundo ele, além disso, conquistou medalhas em outras duas categorias, uma prata nas Duplas e um bronze na Juventude. E viajou por 3.213km de Recife-PE para Cuiabá-MT.

“Eu fui para o Parapan de Lima, retornei a pouco tempo para Recife e já retomei os treinamentos para estar pronto pra Super Copa Brasil. Tudo na organização da Super Copa deu certo e ocorreu perfeitamente. E nos jogos usei a estratégia de devolver muita bola e explorar as dificuldades dos oponentes. Em especial, as dificuldades de mobilidade dos atletas paralímpicos”, disse Lucas Carvalho.

Contexto

A Super Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste, de 26 a 29 de setembro, conta com a participação de 15 unidades federativas e 331 inscrições de atletas, no Ginásio Professor Aecim Tocantins, em Cuiabá-MT. E com os apoios do Governo do Estado de Mato Grosso, da Prefeitura Municipal de Cuiabá e da Federação Mato-grossense de Tênis de Mesa (FMTTM).  

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa