Mesatenistas se destacam em cerimônia do Governo de São Paulo com Comitê Paralímpico

20/10/2017 13:06

Israel Stroh fez um discurso e Bruna Alexandre bateu bola com governador Geraldo Alckmin

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 20/10/2017

Fotos: Cristina Novinsky / CPB/ MPIX

Um evento, na manhã desta sexta-feira (20), marcou a celebração do Termo de Cooperação entre Governo do Estado de São Paulo e Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que vai administrar o Centro  de Treinamento Paralímpico de São Paulo pelos próximos cinco anos.  A cerimônia com a presença de integrantes da seleção permanente de tênis de mesa paralímpico, como Israel Stroh, que fez um discurso, e Bruna Alexandre, que chegou a bater bola com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. 
 
Além disso, estiveram também o presidente do CPB, Mizael Conrado, e da secretária de estado dos direitos de pessoa com deficiência, Linamara Rizzo Battistella. 
 
Stroh, que durante a fala salientou a importância do CT para a delegação paralímpica, se mostrou feliz com a oportunidade de ter representado diversos companheiros em um momento como esse.
 
"Foi muito legal, pessoalmente falando, poder representar um grupo tão vitorioso quanto essa delegação de esportes paralímpicos brasileira. Foi uma responsabilidade muito grande, mas me senti muito honrado. Quando recebi a notícia,  lembrei dos meus anos como jornalista e imaginei que seria tranquilo, mas, na hora, a perna deu uma bambeada (risos). Foi muito gratificante, uma das minhas realizações", disse ele, que completou:
 
"Temos, segundo especialistas, um dos cinco melhores CT's  do mundo, mas o nosso é mais moderno. Não seria exagero dizer que temos o melhor. Essa é uma parceria que pode colocar o Brasil no topo do esporte paralímpico. Se na Rio 2016 havia o sonho de ter grandes resultados, agora, ter bons resultados em Tóquio é um sonho de adulto, não algo distante".

O mesatenista acredita que os Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro ajudou a aproximar os brasileiros do esporte paralímpico.

"O Brasil conquistou ótimos resultados, bateu recorde de medalhas... Além disso, foram Jogos em nossa casa. Então, acho que isso ajudou na popularização. Foi, talvez, o momento mais importante do esporte paralímpico de nosso país", afirmou. 
 
Ex-atleta de futebol de cinco, Mizael Conrado, presidente do CPB, exaltou a estrutura do local e agradeceu ao Governo de São Paulo.
 
"Este é um momento muito especial para todos nós, de bastante emoção. Quando era atleta, me lembro que nós dependíamos de espaços cedidos, que por muitas vezes já estavam ocupados. Hoje, além de termos o nosso espaço, podemos dizer que temos o melhor espaço para cada uma das modalidades. Temos o que há de melhor no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro. Estamos muito orgulhosos de recebrrmos esse voto de confiança do Governo do Estado de São Paulo para que possamos gerir, zelar e desenvolver todas as ações aqui neste espaço", disse, ao site do CPB.
 
O Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro fica no Parque Fontes do Ipiranga, zona sul de São Paulo, e tem instalações esportivas indoor e outdoor para treinamentos, competições e intercâmbios de atletas e seleções e 15 modalidades:  tênis de mesa, atletismo, basquete, esgrima, rúgbi e tênis em cadeira de rodas, bocha, natação, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, halterofilismo, judô, triatlo e vôlei sentado.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br