Ministério da Justiça dá sinal positivo e Gui Lin se torna cidadã brasileira

04/05/2012 12:04

Na noite dessa quinta-feira, o Departamento Jurídico do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) recebeu um comunicado positivo do Ministério da Justiça sobre a naturalização da chinesa Gui Lin, que obteve dupla cidadania e pode defender o Brasil oficialmente em competições Sul-Americanas, Latino-Americanas e Jogos Olímpicos.

Gui Lin chegou ao Brasil aos 12 anos para um intercâmbio estudantil. Já praticava Tênis de Mesa, começou a estudar e passou a morar em São Bernardo, um dos principais centros da modalidade no país, onde conheceu Hugo Hoyama, que acreditou no potencial dela e tornou-se seu treinador.

Por sugestão do ex-técnico da Seleção Wei Jahrein, Gui Lin ficou no Brasil, pois assim teria mais destaque do que na China. Agora, seis anos depois, graças a um esforço em conjunto da CBTM e do COB, pode vestir a camisa da Seleção e representar o país em eventos internacionais.

--- É com grande satisfação que comunicamos o deferimento do Ministro da Justiça, pela procedência do pedido de naturalização da atleta Gui Lin, após tanta luta e esforços da nossa equipe, somados ao apoio do COB, na pessoa do Dr. Carlos Arthur Nuzman e da Dra. Ana Paula Terra, que muito fortemente se empenharam para a consecução desta vitória --- vibrou a Gerente Geral de Administração e Relações Externas da CBTM, Walquíria Lima e San-Thiago.

Leia em breve a entrevista com a atleta Gui Lin no site da CBTM.