Modelo, Miss e influencer, Letícia Vigari nutre seu amor pelo tênis de mesa através da arbitragem

24/05/2019 15:14

Goiana, Letícia faz parte da equipe de árbitros que está em Brasília para a Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste

Crédito da Foto: Christian Martinez/RGB Studios.

 

Brasília (DF), 24 de maio de 2019.

CLAUDIA MENDES

Entre os árbitros da Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste 2019, uma se destaca: Letícia Vigari, que além da função no esporte, é também modelo e miss. Aos 19 anos, começou a jogar tênis de mesa ainda no colégio, mas acabou se afastando para estudar e trabalhar. Presença certa nos outdoors de Goiânia, cidade onde mora, é na arbitragem que ela nutre sua paixão pelo tênis de mesa.

Foi aos 10 anos que a distância para o esporte ficou menor. Depois da prática no colégio, Letícia começou a jogar tênis de mesa pelo SESC de Goiânia, carreira que logo foi interrompida: apesar do apreço pela atividade, ela começou a trabalhar em um escritório de logística, mas não era o que a deixava feliz.

Foi então que decidiu fazer um curso de arbitragem: "Tenho amor, paixão pelo tênis de mesa. A única chance de estar perto era arbitrando. Foi o que fiz e não me arrependo", afirmou.

Mas não foi só a carreira no esporte que evoluiu: Letícia largou o emprego que a deixava infeliz e se dedicou à carreira de modelo Plus Size. Hoje, ela trabalha com fotos de publicidade para lojas especializadas em produtos para as gordinhas.

"Não preciso me preocupar em comer pouco. Posso e devo estar gordinha. Sem exageros, claro", contou Letícia, que sonha conquistar o título de Miss Plus Eco Goiás 2019. Se vencer, brigará pelo Miss Brasil Plus, em Manaus: "Estou tendo aula de postura, etiqueta, essas coisas de miss. Quero muito vencer", projetou a árbitra.

Já com algumas lojas fixas na publicidade e mais de uma centena de anúncios e outdoors na capital de Goiás, ela decidiu se dedicar também a um quarto ofício: dava algumas dicas de moda para amigas, até que pensou em fazer disso uma outra atividade – virou digital influencer e já tem cerca de 3900 seguidoras no Instagram:

"Meu estilo de vida, como faço as coisas, inspira pessoas. Por isso, procuro ser melhor a cada dia. Tento fazer sempre o melhor", explicou, mas sem esquecer de sua paixão, o tênis de mesa, que continua em primeiro lugar: "Não sei viver longe disso aqui".

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Lucas Mathias (estagiário)

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa