Para todas as idades: da mais jovem ao mais idoso, a emoção de disputar a Copa Brasil Sul-Sudeste

29/03/2019 16:30

Renato Simões, 68 anos, e Gabrielle Picerato, de apenas 9, têm a paixão pela modalidade como elo na Copa Brasil Sul-Sudeste

FOTO: Renato e Gabrielle: paixão pelo tênis de mesa. Crédito: Daniel Zappe/CBTM

 

São Paulo (SP), 29 de março de 2019.

CLAUDIA MENDES E LUCAS MATHIAS *

Renato Simões tem 68 anos. É atleta do Sport Recife e disputa competições nacionais há oito anos. É quase o mesmo tempo de vida de Gabrielle Picerato, com 9. Ele, o atleta mais idoso entre os mais de 600 inscritos na Copa Brasil Sul-Sudeste, em São Paulo. Ela, a mais novinha. Em comum, a paixão pelo tênis de mesa.

O rating disputado sempre no primeiro dos quatro dias de competição, acaba fazendo com que Gabrielle possa disputar partidas contra gente muito mais experiente, e Renato seja desafiado por meninos que poderiam ser seus netos. A grande graça da vida e do esporte.

"É maravilhoso. Uma oportunidade que o jovem tem de superar a experiência. O mais velho é intimidado pelo desafio da técnica. No fim, as idades são iguais. A paixão é uma só: o tênis de mesa", diz o veterano. "É uma troca de experiências. Essa é a minha primeira competição e não será a última, com certeza", avisa a menina.

Gabrielle ainda está começando nesta vida de emoções. Conta com o apoio e o incentivo dos pais, Alexandre e Alessandra. A caçulinha do tênis de mesa tem uma certeza: "Aconteça o que acontecer, vou seguir como atleta. Vivo para o tênis de mesa".

Renato já teve a oportunidade de ver Claudio Kano, Hugo Hoyama, Thiago Monteiro, Hugo Calderano e outras dezenas de craques nacionais e internacionais em ação. Gabrielle se inspira em alguém bem próxima de sua idade e já com conquistas fantásticas: Giulia Takahashi, a quem observa, de longe, cada movimento na mesa, com o olhar fixo de admiração.

"Ela é completa", suspira, com desejo de ser igual um dia. E por que não?

 

*Lucas Mathias, estagiário sob a supervisão da assessoria de imprensa

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa