Parapan de Jovens: Depois de bronze na Rio 2016, Danielle Rauen encara o primeiro desafio internacional

16/03/2017 19:38

Brasileira é um dos destaques da delegação que já está em São Paulo para a disputa dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 16/3/2017

Foto: ITTF

Depois de boa campanha nas Paralimpíadas Rio 2016, Danielle Rauen vai disputar a sua primeira grande competição internacional. A atleta, que faturou a medalha de bronze no torneio por equipes da Classe 6-10 e que ficou na quarta colocação no individual da Classe 9, é um dos destaques da delegação brasileira que vai para a disputa dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens - que será realizada entre os dias 20 e 25 de março, em São Paulo (SP). Para Danielle, obter um resultado positivo vai ser essencial para adquirir mais segurança.

"Espero poder fazer boas partidas, aproveitar o campeonato e eu torço para que o resultado seja positivo. Acima de tudo, vou procurar fazer o meu jogo e pensar no meu trabalho na mesa para, após um resultado bom, poder ganhar ainda mais confiança", disse a atleta.

Na última semana, a seleção paralímpica permanente andante mudou de casa (link para matéria). O grupo agora esta realizando todos os seus treinamentos no CT Paralímpico de São Paulo, mesmo local em que será disputado o Parapan de Jovens. Adaptada ao novo centro de treinamento, Danielle salienta que estar acostumada ao local de competição pode ser favorável para a mesatenista.

"Vai me ajudar muito! Estou me adaptando à mesa e ao piso a cada dia, para chegar na competição e não estranhar nada. Estou fazendo atividades específicas e treinando muito forte. Isso está sendo bem positivo", apontou Danielle Rauen.

Outro fator animador para a atleta é que ela estará novamente competindo em um torneio internacional no Brasil. Depois de ter jogado a Rio 2016 na Cidade Maravilhosa, a mesatenista comemora a oportunidade que terá de jogar em seu país mais uma vez e diante de uma torcida especial.

"Além de estar familiarizada com o lugar e a cidade, vão ter amigos meus e talvez até a minha família me vendo jogar. Vou estar rodeada de pessoas conhecidas, o que faz disso uma vantagem a mais na minha concentração e no meu jogo", concluiu.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br