Pela primeira vez na História, Brasil classifica sete atletas para a chave principal do Mundial; Calderano estreia contra argentino

22/04/2019 16:32

Além do ótimo desempenho no individual, Brasil também tem duas duplas no masculino e Bruna Takahashi jogando dupla feminina ao lado de sérvia

FOTO: Lin Gui é uma das classificadas no individual. Crédito: Abelardo Mendes Júnior/Rede do Esporte.

 

Budapeste (HUN), 22 de abril de 2019.

NELSON AYRES

O Campeonato Mundial Individual e de Duplas ainda está no segundo dia, mas o Brasil já faz História. Pela primeira vez, sete brasileiros estão classificados para a chave principal nos confrontos individuais em Budapeste, na Hungria. Além de Hugo Calderano, Bruna Takahashi, Gustavo Tsuboi e Eric Jouti, pré-classificados, Thiago Monteiro, Vitor Ishiy e Lin Gui também garantiram suas vagas nesta segunda-feira (22).

A fase de 128 acontece nesta terça-feira e marca a estreia dos atletas de ponta da modalidade. Hugo Calderano, principal jogador brasileiro e sétimo no ranking mundial, inicia sua trajetória contra o argentino Horacio Cifuentes, 100° do mundo. Gustavo Tsuboi encara o romeno Cristian Pletea. Eric Jouti terá pela frente o chileno Felipe Olivares. Por fim, Bruna Takahashi, também pré-classificada, tem a chilena Judith Morales como adversária.   

Dos brasileiros que jogaram a fase preliminar, Lin Gui foi primeira a marcar seu território entre os melhores da competição. Ainda no início da manhã, a mesa-tenista enfrentou Bolor-Erdene Batmunkh, da Mongólia, e conseguiu fazer boa partida: 4 a 0, com parciais de 11/4, 11/3, 11/9 e 12/10. Para ela, o primeiro passo já foi dado:

“A chave principal sempre foi um objetivo para mim. Eu consegui me adaptar bem ao ambiente nesses dois jogos”, contou Lin Gui, que terá a japonesa Hitomi Sato como adversária.

Depois foi a vez de Thiago Monteiro: em confronto complicado com o lituano Alfredas Udra, a experiência do brasileiro novamente prevaleceu no resultado final de 4 a 0 (11/8, 12/10, 11/9 e 11/7).

“Venho de uma boa preparação, de bons resultados nos últimos torneios, consegui manter a calma nos momentos decisivos e isso foi essencial. Na fase principal já é outro esporte, são jogadores acostumados com esse tipo de competição. É um nível técnico mais alto”, afirmou Thiago, que já pensa na próxima fase, onde vai enfrentar o português Marcos Freitas.

O terceiro brasileiro a garantir sua vaga foi Vitor Ishiy. Seu adversário foi o congolês Abiodun Lawal, vencido também em quatro sets, com parciais de 11/6, 11/2, 11/6 e 11/3. O brasileiro enfrenta o jovem francês Can Akkuzu na próxima fase.

No último jogo do dia pelo torneio individual, Jessica Yamada teve confronto difícil, contra Hsing-Yin Liu, de Taiwan, e acabou derrotada. O placar final foi de 4 a 0, com parciais de 9/11, 8/11, 4/11 e 8/11.

Duplas masculinas vencem

As duplas masculinas do Brasil também brilharam e conquistaram vaga na fase de 32. Eric Jouti e Gustavo Tsuboi bateram os venezuelanos Cecilio Correa e Jan Medina, por 4 a 0 (11/9, 11/5, 11/8 e 11/7). Vitor Ishiy e Thiago Monteiro venceram Timor Kelbuganov e Denis Zholudev, do Casaquistão, por 4 a 1 (11/7, 15/13, 11/8, 8/11 e 10/12).

Jogando ao lado da sérvia Andrea Todorovic, Bruna Takahashi também fez bonito. A dupla passou primeiro por Maha Ali e Maryam Ali, do Catar, por 3 a 0 (11/3, 11/6 e 11/1), na fase preliminar. Posteriormente, em um confronto emocionante pela fase de 64, bateram Barbora Balazova, da Eslováquia, e Hana Matelova, da República Tcheca, por 4 a 3 (11/5, 11/9, 9/11, 11/3, 11/13, 6/11 e 11/7). Esta foi a primeira vez que as duas atuaram juntas.

Jessica Yamada e Lin Gui tiveram uma vitória tranquila contra Ilirjana Haliti e Linda Zeqiri, do Kosovo, por 3 a 0 (11/2, 11/3 e 11/1), mas na fase de 64 caíram para as romenas Elizabeta Samara e Bernadette Szocs, por 4 a 0 (4/11, 3/11, 5/11 e 7/11). As duas duplas mistas também ficaram pelo caminho. Gustavo Tsuboi e Bruna Takahashi perderam por 4 a 1 para a forte parceria dos suecos Mattias Falck e Mattilda Ekholm (4/11, 7/11, 11/3, 9/11 e 11/13). Eric Jouti e Lin Gui foram superados pelos norte-coreanos Ham Yu Song e Cha Hyo Sim, por 4 a 2 (11/8, 9/11, 4/11, 11/7, 7/11 e 8/11).

 

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa