Pernambucano de Tênis de Mesa começa nesse sábado

13/03/2013 12:48

A partir das 8h30 de sábado (16/03), o ginásio Marcelino Lopes, na Ilha do Retiro, vai receber a primeira etapa do Campeonato Pernambucano de tênis de mesa. Pela manhã, acontecem os jogos das categorias pré-mirim até a veterana, enquanto, à tarde, por volta das 13h30, começam as partidas do grupo de rating (divisões por pontuação), que não leva em consideração a idade dos jogadores.

O Estadual é uma competição aberta a todos os clubes filiados à Federação Pernambucana de tênis de mesa (FPETN) e será disputado em cinco etapas, dentro do sistema de pontos corridos. No final do torneio, os mesatenistas que tiverem obtido o maior saldo de pontos serão declarados campeões em suas respectivas categorias.

Para esta temporada, são esperados mais de 80 atletas, de nove a 60 anos, distribuídos entre as equipes do Sport, Associação Atlética Unicap, Associação Bonji, Clube das Águias e Prefeitura Municipal de Caruaru. A grande novidade, em relação ao ano passado, pode ser a participação de atletas de Petrolina, cujas inscrições só serão confirmada amanhã.

“Boa parte dos mesatenistas que irão disputar o Pernambucano devem se concentrar nas categorias pré-mirim, mirim e infantil, já que, por serem classes formadoras da base, costumam atrair um grande número de jogadores” disse o técnico da Associação Atlética Unicap, Paulo Matos.

Entre os estreantes em competições oficiais está o jogador Lucas dos Santos Carvalho, 13 anos, que vai representar a Unicap na categoria infantil. Descoberto há pouco mais de um ano, o menino costumava praticar o tênis de mesa apenas por brincadeira na escola. A grande habilidade, no entanto, chamou atenção do treinador da instituição que o convidou para participar do torneio para iniciantes. Durante as cinco etapas que disputou no ano passado, Lucas acumulou três vitórias, um segundo lugar e um terceiro.

“Por ser tratar de uma estreia em eventos oficiais, ele está um pouco ansioso. Não sei o que poderemos conquistar nesta etapa inicial, mas garanto que, ao longo do ano, ele vai atingir excelentes resultado”, comentou Paulo Matos.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.