Quatro atletas estão entre os favoritos na Classe 8 da Copa Brasil Santos

03/04/2013 16:15

A segunda edição da temporada do Circuito Copa Brasil reunirá os principais atletas do país na Arena Santos, entre os dias 11 e 14 desse mês. Haverá eventos em várias categorias, com disputas do Ranking Olímpico e Paralímpico e no Rating, onde a divisão é feita pelo nível técnico dos competidores.

Entre as competições que prometem muita emoção está a Classe 8 masculina, cujo retrospecto recente é marcado pelo equilíbrio entre os participantes. Segundo os especialistas, quatro jogadores estão entre os favoritos: Paulo Salmin (foto), Luiz Manara, Israel Stroh e Francisco Wellington Melo.

Apesar de jovem, Paulo Salmin é o mais experiente do grupo e representou o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Londres. No ano passado, no entanto, começou a perder espaço para dois concorrentes, Israel Stroth e Luiz Manara, que inclusive disputarão os Jogos Parapanamericanos, em julho.

Israel Stroh conquistou a vaga para essa competição na Seletiva que aconteceu em janeiro, na sede da FranTT, em Piracicaba. Outro que também se classificou foi João Fernando Nascimento, o Totó, que não disputará a Copa Brasil em Santos. Luiz Manara entrou por indicação técnica.

--- Estou treinando bastante para essa competição, pois quero lutar pelo ouro no Campeonato Parapanamericano, que é classificatório para o Mundial. Pretendo continuar melhorando no Ranking para garantir presença nos Jogos de 2016 sem a necessidade de Seletiva --- explicou Stroh, atual nº 19 do Ranking na Classe 8.

A boa fase de Manara vem desde o ano passado com a conquista de duas medalhas de ouro no Campeonato Brasileiro, nas Classes e no Ranking Paralímpico, superando os melhores da categoria. Antes disso foi convocado para a Copa Tango, na Argentina, onde conquistou o ouro na Classe 8.

Luiz Manara é o atual 35º colocado do Ranking, quatro posições atrás de Paulo Salmin, que está treinando para dar a volta por cima e recuperar a hegemonia.

 A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.