Sai a caneta, entra a raquete: conheça a história da jornalista que resolveu se dedicar ao tênis de mesa

30/03/2019 23:19

Eliete Musetti é uma das muitas histórias de paixão pela modalidade, que toma cada vez mais tempo e espaço físico em sua casa

FOTO: Eliete Musetti, jornalista e atleta do veterano 40. Crédito: Daniel Zappe/CBTM

 

São Paulo (SP), 30 de março de 2019.

CLAUDIA MENDES E LUCAS MATHIAS *

Eliete Musetti (FranTT/Tibhar/Café Morro Grande/Selam/Piracicaba-SP) é paulista de Jaú. Uma das muitas atletas que disputa as competições de veteranos na Copa Brasil Sul-Sudeste. Vários fazem como hobby, e foi assim que ela efetivamente começou. Mas a “doença” da raquete a contagiou e o tênis de mesa passou a ocupar um espaço cada vez maior em sua vida.

Ela ama o tênis de mesa. Jornalista formada, 55 anos de idade, largou a profissão para ser coach: "No jornalismo ninguém quer falar e nem ouvir as verdades. É difícil...", lamenta.  Atualmente, Eliete faz atendimentos individuais e começará a dar palestras em empresas dentro de pouco tempo.

O tênis de mesa começou a ocupar espaço nesta agenda há algum tempo. Esteve em Alicante, na Espanha, na Copa do Mundo de Veteranos de 2016. Mas não conquistou bons resultados. Foi então que resolveu fazer uma academia na sua casa: "Tem que treinar muito para alcançar uma colocação satisfatória", explica.

A paixão pelo tênis de mesa é tão grande, que ela está adaptando parte de sua casa para um espaço com piso próprio e mesa, com o objetivo de praticar mais nas horas vagas. Na sua loucura pelo esporte, os filhos André e João a acompanham, pois também são praticantes da modalidade. A única filha que não seguiu a paixão é Júlia.

"O tênis de mesa é parte da minha vida. É uma paixão. O hobby ficou lá atrás", confessa.

Nesta Copa Brasil, ela disputou a competição pelo veterano 40, uma classe acima. Brigou na última rodada pela prata, mas ficou apenas com o bronze. A campeã foi Danielli Coelho (A.D.Matostt de TM/Col.Delta/C.Comercial de Lorena-SP).

No veterano 50 feminino, Maria Vitória Laplaza levou a melhor. Entre os homens, Eduardo de Oliveira (Madureira E.C.) foi campeão do veterano 40, Charley Suzuki (Kosmos Clube-SP) venceu no veterano 50, Tiziano Zabarino (Ass.dos Mesatenistas do Sport Recife-PE) foi o melhor no veterano 60, e Cezar Neto (A.D.Cabense-PE) ficou com ouro no veterano 70.

 

*Lucas Mathias, estagiário sob a supervisão da assessoria de imprensa

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa