Seleção feminina é derrotada por Luxemburgo na terceira rodada do Mundial

30/04/2018 15:33

Chances de classificação para a próxima fase diminuem consideravelmente. Próximo jogo será contra a Tailândia

Crédito da Foto: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 30 de abril de 2018.
Por: Assessoria de Imprensa - CBTM  

A Seleção Brasileira feminina não teve um grande desempenho na manhã desta segunda-feira (30/4), em Halmstad, na Suécia, pela terceira rodada do Mundial por Equipes. O time brasileiro foi batido por Luxemburgo por 3 a 1. Com o resultado, as chances de classificação para a segunda fase diminuíram consideravelmente.

Nesta terça-feira, as brasileiras terão dois desafios. Primeiro, enfrentam a Tailândia, às 5h. Depois, às 14h, terão a Coreia do Sul pela frente. Os horários são de Brasília.

O confronto desta segunda-feira começou com Jéssica Yamada enfrentando a experiente Ni Xia Lian, número 51 do mundo. A brasileira teve extrema dificuldade desde o início, com os saques da adversária e com o efeito nas devoluções. Acabou sendo derrotada por 3 a 0 (5/11, 2/11 e 7/11).

No segundo jogo, Bruna Takahashi não começou bem contra Sarah de Nutte (61ª do ranking mundial) e estava bem distante do desempenho apresentado na véspera, no duelo contra Hong Kong. Se recuperou no segundo set e, quando estava perto de fechar o terceiro, permitiu a virada da adversária no final. Bruna voltou a se equilibrar, venceu o quarto set, mas em momento nenhum do set decisivo se encontrou na mesa, sendo batida por 3 a 2 (7/11, 11/5, 10/12, 11/8 e 6/11).

Lin Gui teve a missão de enfrentar a jogadora com o pior ranqueamento da equipe adversária. A brasileira se mostrou muito à vontade na partida, mesmo com a responsabilidade de vencer Danielle Konsbruck, 296ª do mundo, para que a Seleção se mantivesse viva no confronto, e conseguiu fechar por 3 a 0 (11/8, 11/8 e 11/9).

No quarto jogo, Bruna Takahashi teve pela frente Ni Xia Lian. A brasileira não foi bem. A partir do segundo set, se mostrou irritada com erros capitais cometidos e não teve poder de reação. Foi derrotada por 3 a 0 (7/11, 6/11 e 3/11).

“No primeiro jogo, a Jéssica não conseguiu encontrar o tempo das bolas e ficou sem confiança para atacar. Mas, méritos da Ni, que jogou muito bem. O primeiro jogo da Bruna foi muito bem disputado. Ela deu o máximo dela, estão faltando detalhes para sair vitoriosa. No terceiro jogo, a Lin Gui atacou e defendeu bem quando precisava. Mas no quarto jogo, achei Bruna cansada mentalmente. Ela não conseguiu ter a mesma concentração. Isso acontece com todos os atletas. Agora, vamos pensar na Tailândia”, analisou o técnico Hugo Hoyama.

 


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa